Kiko, do KLB
Reprodução Instagram
Kiko, do KLB

Depois que esta coluna publicou que alguns brasileiros que moram na Flórida acusaram o cantor  Kiko, do KLB, de furar a vez na fila da vacinação  em um posto drive-thru, o artista nos procurou para dar sua versão dos fatos. Ele negou que tenha entrado em um veículo de amigos empresários que estava parado mais próximo ao posto para furar a vez das demais que estavam há horas aguardando. Quem esteve por lá, garante que o cantor acabou criando tumulto e revolta em quem aguardava na fila, após ele e sua mulher Francine Pantaleão entrarem num carro que estava mais perto do atendimento.

"Estávamos em 3 carros, com uma distância de 4 carros um do outro! Éramos 6 pessoas, duas em um carro, três no outro, e uma no outro! Chegamos na fila por volta de 9:45 / 10:00 da manhã, por volta de 13:00 horas, o amigo do primeiro carro (que estava uns 7 carros à nossa frente) precisava ir ao banheiro e pediu que um de nós ficasse em seu carro enquanto ele se ausentava. Fui e o aguardei retornar. Quando voltou, sugeriu que retirássemos o nosso carro da fila, liberando a vaga para todos os demais que vinham a seguir e, assim, ficaríamos juntos e agilizaríamos o procedimento para todos. Inclusive, aquelas centenas de pessoas que estavam atrás de nós. Assim fizemos", afirma.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários