Sarah, do 'BBB 21'
Globoplay/Reprodução
Sarah, do 'BBB 21'

A coluna procurou a assessoria de Sarah Andrade, do 'BBB 21', para que eles se pronunciassem sobre o movimento que surgiu na internet na manhã desta sexta-feira (5), que visa o cancelamento virtual da sister, após ela ter dito no confinamento que gosta do atual presidente Jair Bolsonaro. A equipe da sister ressaltou que o fato de Sarah simpatizar com o político não significa que ela apoie tudo que ele faz.

"Assim como o Lucas foi cancelado dentro da casa pela maioria dos participantes, por conta de alguns de seus comportamentos que não o definem como ser humano, o mesmo está acontecendo agora com a Sarah. Muitos telespectadores estão cancelando a participante do programa pelo fato dela simpatizar ou não com alguém. Vale destacar que simpatizar e apoiar são palavras com significados distintos. Quanto a tudo isso, só podemos lamentar sobre a cultura do cancelamento e refletir como temos muito a melhorar como sociedade".

A assessoria ainda falou sobre o tão temido cancelamento virtual e lembrou a importância das pessoas terem responsabilidade com as palavras: "Sobre o cancelamento, é um direito das pessoas. Afinal, vivemos numa sociedade democrática e as redes sociais são um espaço de comunicação utilizado por muitos como um meio de se manifestarem propagando ideias que não sustentariam numa relação 'tête-à-tête'. Responsabilidade com as palavras empregadas e respeito com ideias contrárias às nossas deveriam permear as relações humanas em todas as esferas".

Em conversa com os brothers no quarto colorido, em um momento em que especulava-se sobre o que estaria acontecendo aqui fora, Sarah falou sobre a possibilidade de impeachment: "Impeachment de algum presidente do país... Não do nosso, eu gosto dele! Não vou falar isso em rede nacional, porque eu vou ganhar votos e pode me tirar da casa..."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários