Thammy Miranda sofre transfobia depois de estrelar campanha de Dia dos Pais
Reprodução/Instagram
Thammy Miranda sofre transfobia depois de estrelar campanha de Dia dos Pais


O público não sabe, mas o  contrato de Thammy Miranda com a Natura não é para estrelar o filme e as fotos da campanha de Dia dos Pais da marca. O filho de Gretchen foi contratado como influenciador, entre tantos outros que também fecharam com a marca - como Rafael Zulu e Babu Santana - para divulgar a campanha da empresa nas redes sociais. Nem Thammy e nem a Natura ainda vieram a público esclarecer que a campanha não será como todos acham. A marca está esperando para saber que rumos a discussão sobre ter ou não um pai transgênero pode tomar.

E não é que a discussão se fez necessária? A falha de comunicação referente ao contrato de Thammy com a marca só ajudou a lembrar o quanto os brasileiros ainda insistem no preconceito de gêneros. E mais! Trouxe à tona fortes personalidades da mídia se posicionando sobre o tema. Uns a favor, como Felipe Neto, que se dispôs até a divulgar a Natura gratuitamente para tentar driblar a tentativa de boicote do pastor Silas Malafaia. Outros famosos como Gabriela Prioli e Cléo, personalidades influentes na mídia, parabenizaram Thammy pela conquista, que eles até então achavam que era real.

Este é um caso que muitos podem chamar de marketing pesado, mas mal sabem eles que nem a Natura esperava toda essa movimentação do público. O que sabemos até o momento é que esse embate entre o discurso de ódio versus defesa da liberdade de escolha se mostrou importante para que o Brasil entenda que vivemos em outro tempo.

De fato, a Natura agora se encontra em uma sinuca de bico. Afinal, Thammy não é o garoto-propaganda do filme e fotos da campanha, mas o público que defende com unhas e dente a liberdade de cada um ser o que deseja, comprou a ideia. E os preconceituosos? O que dizer deles? Somente posso dizer que, se a Natura comprar essa ideia e promover Thammy à estrela da marca vai fazer com que todos aqueles que atacam e são contra as minorias possam enxergar que no auge da ignorância, do ódio, contribuíram para que um pai trans, que até então não estamparia as campanhas da marca, possa ter o lugar de protagonista que também lhe é de direito. Será uma forma de mostrar que o discurso de ódio não impera. Pelo contrário! Só reforçará a necessidade de discutir o mais importante: que vivemos em uma democracia, que cada um pode ser o que quiser e que as marcas podem, sim, contratar quem quiserem, sem medo de qualquer represália, porque como já disse anteriormente, os tempos são outros.

A coluna conversou com Thammy, que confirmou a informação de que ele foi chamado apenas para fazer posts em suas redes sociais. Um deles entra hoje no story de seu Instagram. O comercial de TV da Natura, inclusive, já está no ar. Sem Thammy. Nada que não possa ser mudado até o Dia dos Pais. "Agora está todo mundo me esperando na campanha da Natura e não tem eu na campanha", contou ele à esta colunista que vos escreve. Perguntado se aceitaria o convite, Thammy é direto: "Claro que eu quero fazer. Eu ia amar". Nós também.

    Veja Também

      Mostrar mais