Tamanho do texto

Humorista filmou o momento em que tentava buscar a criança na porta da casa de sua ex Aline Hauck e a acusou de alienação parental

O episódio envolvendo Carlinhos Mendigo e sua ex-mulher, Aline Hauck, por conta da pensão e guarda do filho do ex-casal, ganhou um novo capítulo nesta terça-fira (23), véspera de Natal . Acontece que Carlinhos alega que no último domingo, Aline descumpriu acordo de entregar o filho de 8 anos para passar com ele os dias que a Justiça lhes concedeu.

Leia também: Procurado pela polícia, Carlinhos Mendigo fala sobre dívida de pensão

Carlinhos Mendigo e Aline Hauck arrow-options
Reprodução/Instagram
Carlinhos Mendigo e Aline Hauck


"To aqui com meu amigo e meu advogado. To aqui na porta esperando a polícia. Conversei uma hora com a mãe e meia hora com meu filho. Ela disse que ia subir e tentar convencer ele a vir, e agora interfonou dizendo que ele não vem. Vim fazer a minha função, um dia meu filho vai saber. Tô esperando a polícia e vou deixar tudo registrado", começou Carlinhos Mendigo .

Leia também: Em tratamento, Selma Blair diz estar perdendo a visão: "O pânico se instala"

Em seguida, o humorista  revelou que esta não é a primeira vez que precisou chamar a polícia para levar o filho para passar uns dias com ele. "Isso é uma coisa que eu to acostumado há muito tempo. Tô há uma hora e meia esperando a polícia e coincidentemente esse cara aqui (policial) é o mesmo que teve aqui da outra vez que eu chamei a polícia. Ela (Aline Hauck) fala na entrevista da Fontenele que eu posso pegar o menino quando eu quiser, que eu preciso estar com o meu filho", lembrou.

O ator ainda afirma que mesmo provando sua verdade na Justiça, sua ex não acata ordens judiciais. "Acabei de sair de um mandado de prisão. Ontem eles (policiais) estavam atrás de mim, hoje eles estão aqui atrás da verdade. Porque eu provei que estou com a verdade. Fica esse clima de merda, porém se faz necessário. Agora está ali a mãe, o pai, a avó... desce todo mundo, menos o meu filho", disse o humorista antes de encerrar a visita desejando Feliz Natal à família da ex e sair do local sem filho.

Leia também: "Pânico" tenta retornar aos holofotes e aposta em série de ficção no YouTube

"Eu não fico tão triste mais, porque isso não é novidade. Eles iam rejeitar o papel porque já fizeram isso várias vezes. E eu não vou constranger meu filho. Ele sabe, já está alienado... alienação parental pesada. Ele tá com receio. No ano passado ele tava lindo comigo e hoje e está com medo. Por que não quer? Porque não quero. Porque não quero não é resposta. A pior dor que tem é o desprezo, ainda mais de um filho", concluiu Carlinhos Mendigo .