Tamanho do texto

Atriz Talita Coling fala à coluna sobre caso que teria acontecido em 2017

A atriz Talita Coling resolveu expor agora uma situação constrangedora vivida em 2017, quando filmava o longa "Vou Nadar até Você" que foi lançado no Festival de Gramado e tem Bruna Marquezine no elenco.

Leia também: Atores de "A Dona do Pedaço" posam em clima de alegria nos bastidores da novela

Segundo Talita, ela sofreu assédio sexual do diretor Klaus Mitteldorf. "Foi em 2017. Eu não falei disso antes por medo. Enfim, eu não tinha feito nenhum trabalho relevante ainda e tive medo de me prejudicar. Ainda tenho! Mas enfim, me deu enjoo quando vi as fotos em Gramado. Nojo!", disse Talita, que fez "Verão 90" e "Carcereiros".

Talita Coling arrow-options
Divulgação
Talita Coling acusa diretor de 'Vou Nadar até Você' de assédio sexual

Na época, Talita registrou um boletim de ocorrência, de número 1637/2017, na 14ª DP (Pinheiros) por assédio sexual. "Tinha recebido o teste pra fazer a Ophelia (personagem que hoje é interpretado por Bruna Marquezine) em 2015/2016 de uma produtora de elenco", relata.

"Foi aí que conheci o trabalho do Klaus, até então como fotógrafo. Achei belíssimas as imagens, as cores. Logo depois anunciaram a Bruna como protagonista. Aí, em 2017, após o filme ser gravado o Klaus me convidou pra uma reunião onde estavam montando o filme.", recorda a atriz.

"Nessa época, eu já tinha gravado 'Carcereiros' mas não tinha ido ao ar, então estava estudando outras coisas também relacionadas a audiovisual como produção e roteiro.", continua. "Aí comecei a trabalhar na pós-produção desse filme. O assédio aconteceu na produtora dele".

"Era final de tarde e eu estava quase indo embora", recorda-se. "Ele vivia me elogiando, nas palavras dele eu era muito atrativa por ser menina e ao mesmo tempo mulher. Nesse dia, ele me encurralou, me segurou, tentou me beijar na boca. Fiquei com o rosto todo babado! Fui pra um teste de publicidade depois daquilo tremendo, Fabia! Eu nunca mesmo tinha passado por isso. Na maquiagem do teste a maquiadora até brincou dizendo 'nossa! tava na pegação, ne?'. Porque tinha a marca da boca dele em mim! E eu saí de lá tremendo mas mandei a mensagem para ele no WhatsApp porque era a unica forma de 'provar' o que tinha acontecido, já que estávamos sozinhos ali!", explicou.

Leia também: Stephan Necerssian entra em "Éramos Seis" para viver delegado

Bruna marquezine arrow-options
Divulgação
Bruna Marquezine em cena de “Vou nadar até você”

Segundo Talita, que seja do seu conhecimento, apenas a atriz Ondina Clais teve ciência do ocorrido: "Ela faz a mãe da Bruna Marquezine no filme! Ela é amiga pessoal dele e eu tinha uma admiração enorme por ela. Já a conhecia há anos porque ela era atriz do CPT e eu acabei cursando CPTzinho na minha formação. Ela soube porque no dia da audiência do processo ela estava lá pra testemunhar a favor dele. Não me apoiou, não!".

Leia também: Animada com cinema, Bruna Marquezine diz que fazer novela é "desgastante"

O processo terminou e, segundo Talita, ele foi condenado. Ela abriu uma ação trabalhista e incluiu o assédio sexual no processo. "O valor foi tão vergonhoso... Eu acabei recebendo mais pelas verbas rescisórias porque, infelizmente, não se indeniza assédio nesse País e acaba ficando por isso mesmo. A vítima é sempre questionada e ridicularizada... Enfim".