Tamanho do texto

Na onda das cinebiografias de astros da música, Elvis Presley entra na fila e gera correria entre astros jovens pelo papel da lenda do rock

Um dos papéis mais quentes de Hollywood no momento é o de Elvis Presley na cinebiografia que Baz Luhrmann , diretor de "Moulin Rouge" (2001) e "O Grande Gatsby" (2013), vai fazer sobre o rei do rock. O cantor Harry Styles é o favorito para o papel.

Leia também: "Divino Amor" usa fundamentalismo religioso para discutir espaço da mulher

Harry Styles
Reprodução/Rolling Stone
Harry Styles também deixou os anos de ídolo teen para traz e se tornou um homão da porra em 2017

Ex-One Direction, Harry Styles estreou como ator causando ótima impressão em "Dunkirk" (2017), o épico de guerra de Christopher Nolan, e fez testes para viver Elvis Presley na semana passada.

Mas há concorrência. Aaron Taylor-Johnson, que já viveu John Lennon em "O Garoto de Liverpool" (2009), também fez testes, assim como Ansel Elgort, que encabeça a refilmagem de "Amor Sublime Amor" (2020), dirigida por Steven Spielberg. Miles Teller ("Whiplash: Em Busca da Perfeição") também está no páreo.

Leia também: Harry Styles deixa 1D para trás e se prepara para ser o maior popstar do mundo

Luhrmann teria preferência por Harry Styles , que já cristaliza certa aurea de rockstar, o que seria um plus para o projeto, que ainda não tem estúdio definido. Vale lembrar que Hollywood vive uma corrida por cinebiografias de astros da música depois do sucesso de "Bohemian Rhapsody" em 2018. "Rocketman", sobre Elton John, puxa uma fila que ainda tem David Bowie e até, quem sabe, Madonna.