Tamanho do texto

A banda brasileira já abriu show de Marcelo D2 em Sidney e se apresentou ao lado de Mc Guimê; confira outros destaques da coluna Bastidores de hoje

Composta por quatro brasileiros, Marcio Marques, Ntres, LK e Chris D’Angelo, a 9Nine vem crescendo cada vez mais, mas não aqui no Brasil e sim na Austrália, onde os músicos moram e começaram a construir a carreira Em conversa com a coluna, Chris D’Angelo, integrante da banda, contou um pouco de como tudo começou e os passos até chegarem onde estão.

Leia também: "Bullying, o Musical" conquista público jovem pela abordagem simples e clara

Membros do 9 Nine Record
Reprodução/Instagram
9 Nine Record é composta por quatro integrantes


A banda , que fazia shows com músicas de Tim Maia, Charlie Brown Jr., Natiruts, entre outros, resolveu que era o momento de produzir as próprias músicas de uma forma independente, abrindo um mercado que até então não existia na Austrália .

“Com o tempo fomos compramos todos os equipamentos necessários, e o LK começou a fazer um curso que se chama Beat Maker Pro com o DJ Coala que já é muito conceituado na cena do rap brasileiro”, contou ele. No meio desses shows, eles começaram a introduzir o rap aos poucos “abrindo a mente” do público de Sidney.

O sucesso foi crescendo cada vez mais e sonhos foram se realizando. Questionados sobre os melhores momentos que viveram, não foi difícil responder. “A abertura do show do Marcelo D2 , um sonho realizado, praticamente o primeiro show oficial da 9Nine , nada mais nada menos abrindo o show de um cara que todos nos éramos fãs”.

Integrantes da banda 9 Nine Records em show
Reprodução/Instagram
Show da banda 9 Nine Records


A apresentação aconteceu no Luna Park, um dos locais mais famosos de Sidney, com quase 3 mil pessoas, mas a surpresa maior foi quando boa parte do público começou a cantar com elas. “Foi muito importante esse passo. Depois desse show, todos sabiam quem era a 9nine”.

Os integrantes também lembram com carinho de quando tocaram com MC Guimê na Home Club, um dos clubes emblemáticos mais famosos da Austrália. “Foi ai a afirmação de que nosso trabalho estava atingindo o seu propósito trazendo cada vez mais motivação ao grupo”.

Sucesso no Spotify, o grupo está trabalhando firme e em apenas 3 meses lançaram 3 singles com vídeo clipes, um deles é Eclipse, que já está no YouTube.

E a dieta da Páscoa?

Gracyanne Barbosa
Reprodução/Instagram
Gracyanne Barbosa


A Páscoa está chegando e, com ela, muitos ovos de chocolate. Será que as famosas deixam a dieta de lado para aproveitarem essa delícia? Markelly Oliveira, por exemplo, ama chocolate, mas costuma comer os ovos fitness com 50, 60 ou 70% de cacau. Angela Bismarchi disse que está fora. "Vou comendo minhas barrinhas light e comemorar a Páscoa com mais oração e menos chocolate", disse.

Leia também: Globo impõe semana agitada ao "BBB 19" para disfarçar marasmo na reta final

Já Thaiz Schmitt não abre mão, mas também aposta nas opções mais saudáveis. Ela, por exemplo, adora o chocolate branco. Nubia Oliiver é mais radical. "Não sou chocólatra, mas, se tratando de uma data tão especial, óbvio que vou querer comer todos os chocolates possíveis e imagináveis nesse dia. É só manter o exercício físico em dia".

Ana Paula Evangelista contou que costuma relaxar na dieta depois do carnaval, por isso, não abre mão dos ovos. Ao contrário de Denise Dias, que não abre mão da alimentação saudável nem nessa data tão especial. "Se me der vontade, como os que contém açúcar de coco ou xilitol, mas, ainda assim, uma quantidade moderada".

E por fim, Gracyanne Barbosa. Pensou que ela não aproveitava a Páscoa? Está muito enganado. Ela comemora com o ovo de whey feito pela própria. "Coloco a mão na massa e faço o meu ovo de chocolate com whey da minha linha e chocolate 70 %. Fica até mais divertido porque eu acabo me envolvendo de verdade na preparação da festa em família".

Série “Quebrando o Tabu” é premiada no New York Festival

equipe do “Quebrando o Tabu
Divulgação
“Quebrando o Tabu” foi premiada nos Estados Unidos


A Série brasileira "Quebrando Tabu" recebeu na semana passada o Gold World Medal, no New York Festival, desbancando concorrentes de mais de 50 países na categoria Social Issues.

O New York Festivals TV & Film Awards premia conteúdos de ponta do mundo todo. Flavia Aberu, gerente de produção e projetos da GNT e Guilherme Melles, codiretor geral da série e coordenador da marca de mídia "Quebrando o Tabu" recebem o prêmio em Las Vegas.

A equipe da série viajou o Brasil e o mundo conversando com pessoas de origens e opiniões diferentes, sobre assuntos como privacidade, prostituição, desigualdade racial, aborto, LGBTfobia, controle de armas, polícia, democracia, mudanças climáticas e privatização. A segunda temporada já está em produção e discutirá depressão, masculinidade tóxica, religião x política, discurso de ódio x liberdade de expressão, drogas, automação, adoção e privilégios. 

Estreia de "Chernobyl"

Divulgação
Série será lançada em maio na HBO


Com produção da HBO com a SKY, a minissérie "Chernobyl" estreia no próximo dia 10 de maio, às 21h, na HBO, contando a história de uma das piores catástrofes humanas da história, a explosão da Usina Nuclear de Chernobyl, em abril de 86, na Ucrânia. O relato será dividido em 5 episódios e protagonizado por Jared Harris, Stellan Skarsgård e Emily Watson.

Na série ainda tem nomes como Paul Ritter, Jessie Buckey, Adrian Rawlins, Con O'Neill,  Sam Troughton, Adam Nagaitis, Barry Keoghan, Ralph Ineson, Mark Lewis Jones, Fares Fares e David Dencik completam o elenco.

Leia também:  Banda Veja Luz mistura forró com reggae para homenagear beleza feminina

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.