Tamanho do texto

Entrevista com o ator que protagoniza o longa “Tungstênio” e bilheteria de “Vingadores: Guerra Infinita” são destaques da coluna Bastidores

O novo filme de Heitor Dhalia, “ Tungstênio ” promete levantar muitos debates. Baseado nos quadrinhos de Marcello Quintanilha, que diz ter aprovado a versão cinematográfica. O filme conta a história de quatro personagens, incluindo Richard, interpretado pro Fabrício Boliveira.

Fabrício Boliveira é um dos protagonistas de
Divulgação
Fabrício Boliveira é um dos protagonistas de "Tungstênio", filme de Heitor Dhalia que estreia em maio

O ator, que ganhou notoriedade como João em “Faroeste Caboclo”, comentou sobre seu personagem um policial. “Richard é um homem tentando respirar frente a uma vida que o emparedou”, comenta Fabrício Boliveira . Ele explica que o personagem vai além do “bom” ou “ruim”. “Um policial dificilmente será um herói nos dias atuais, mas o filme investiga, além dessa representação, as potências e escapes dessa confusão menta”, completa.

Leia também: "Tungstênio", adaptação de HQ nacional, ganha trailer e data de estreia

Fabrício também é só elogios ao diretor Heitor Dhalia: “Heitor é bastante estudioso e isso deixa a criatividade e a intuição dele livres para fluírem no set. Senti ele muito presente no Richard também”, conta. Junto com Dhalia e o elenco, Boliveira fez uma intensa preparação para o personagem, Além disso, ele conta que as figurinistas e equipe de arte também participaram do processo, o que o tornou ainda mais fácil.

Além da caracterização, Fabrício apostou da semelhança física: “engordei muitos quilos e malhei pesado para ganhar massa muscular junto. Uma preparação com nutricionistas e com o personal trainer Alisson Boliveira”, explica.

Representatividade no cinema

Fabrício Boliveira divide as cenas com Samira Carvalho, com quem faz um casal em
Divulgação
Fabrício Boliveira divide as cenas com Samira Carvalho, com quem faz um casal em "Tungstênio"

Boliveira também falou sobre representatividade e o fato de “Tungstênio” tem um elenco predominantemente negro. Para ele, o Brasil ainda é muito verde nas discussões raciais, mas exemplos recentes como “Pantera Negra” engrandecem o debate: “O que ficou claro foi o desejo de um público diverso, de se ver representado em outras cores e histórias que avancem. Não mais a doutrinação, a permanência, o conforto, agora a explosão no novo presente, desejado, compartilhado e clamado por todos”, comenta.

Leia também: Autor do HQ "Tungstênio" diz estar "maravilhado" com adaptação para o cinema

Para ele, inclusive, o filem transcende o diálogo para além da questão racial: “(O filme) fala de gente, escolhas, os achismos da “mente”, a padronização de comportamento. Claro que no olhar de pessoas que pouco são vistas no cinema, trata-se também de uma questão social. Sinto que o público deseja essas novas narrativas complexas, nacionais e profundas”, conclui o ator.

Recorde

Os reis do cinema!
Divulgação
Os reis do cinema! "Vingadores: Guerra Infinita" quebra recordes e se torna a maior bilheteria de estreia de um filme

O aguardado lançamento de “Vingadores: Guerra Infinita” está rendendo muitos recordes para a Disney. O filme já fez US$ 250 milhões nas bilheterias americanas, superando “Star Wars: o Despertar da Força”. No mundo, o filme fez cerca de US$ 630 milhões. O feito não é pouco: com esses números, Guerra infinita se torna a maior bilheteria de estreia de um filme na história do cinema. A Marvel já estava em alta este ano, com tantos recordes quebrados por “Pantera Negra”, e agora superou de vez qualquer concorrência.

Leia também: Marvel cede ao lado sombrio da Força com "Vingadores: Guerra Infinita"

Ano cheio

Além do cinema, Fabrício Boliveira volta a trabalhar na TV em
Divulgação
Além do cinema, Fabrício Boliveira volta a trabalhar na TV em "Segundo Sol" com Fabíula Nascimento

Ainda falando em Fabrício Boliveira , o ator vai ter um ano cheio. Além de estrelar “Tungstênio”, que estreia em 17 de maio, ele também fará parte do elenco da próxima novela das 21h, “ Segundo Sol ”. Na trama ele será Roberval, que descobre ser filho de um milionário e vai lutar para ter a paternidade reconhecida. Ele fará par romântico com Fabíula Nascimento e comentou sobre o papel: "Eu e Fabíula pedimos a Deus para fazermos uma novela juntos e sermos par romântico. A gente pediu, jogou para o universo e aconteceu! Esse é o meu presente", contou.