Tamanho do texto

Entrevista com o ator que estreia “Gosto se Discute”, festival sertanejo em Goiânia e debate com cinema são destaques da coluna Bastidores

A partir dessa quinta-feira (09), Cássio Gabus Mendes poderá ser visto no cinema e na televisão ao mesmo tempo. No ar em “ Tempo de Amar ” na Globo, ele estrela o filmeGosto Se Discute ”, ao lado da youtuber e atriz Kéfera. No filme ele faz o chef de cozinha Augusto que, depois de muito prestígio, vê sua carreira em decadência, enquanto os foodtrucks dá vida seguem em alta. Relutante em se modernizar, ele é forçado por Cristina (Kéfera), uma auditoria fiscal que vai ficar responsável pelas contas do restaurante de Augusto. “Ele entra em uma crise profissional e pessoal e tem que mudar as coisas”, explica Cássio em entrevista ao Portal iG . O problema está justamente aí: mudança.

Leia também: Kéfera dá resposta atravessada a criança e gera polêmica na internet

Cássio Gabus Mendes enfrentará o preconceito por amor em
Divulgação/TV Globo
Cássio Gabus Mendes enfrentará o preconceito por amor em "Tempo de Amar"

Cássio Gabus Mendes explica que o conflito do personagem é justamente o que o atraiu ao papel. Esse personagem é tão resistente a mudanças, que acaba perdendo o paladar, sua principal ferramenta de trabalho. Atuar com Kéfera , famosa entre as gerações mais novas, num papel onde seu personagem resiste às novidades no mundo culinário, pode até servir como um paralelo. O ator confessa que não conhecia a artista antes de seu envolvimento com o filme, mas que se surpreendeu com o domínio que ela tem da profissão.

Leia também: Nova novela das 18h, “Tempo de Amar” segue temática de romance de época

Amiga,parceira querida....🎬🎬🎬 😘 #Kéfera

Uma publicação compartilhada por Cassio Gabus Mendes (@cassiogabus) em

Cozinha

Como um experiente chef, Augusto faz pratos elaborados. Cássio conta que adora o tema “culinária” mas, na prática, não tem talento para a coisa. “Eu tenho consciência que não tenho vocação e talento (para cozinhar)”, brinca. Para se preparar para o papel, ele chegou a acompanhar o dia a dia de uma cozinha badalada, se familiarizando com a rotina.

Sem preconceitos

Cássio Gabus Mendes e Kéfera protagonizam
Divulgação
Cássio Gabus Mendes e Kéfera protagonizam "Gosto se Discute"

Se em “Gosto se Discute” ele enfrenta um conflito de gerações, em “Tempo de Amar” as dificuldades enfrentadas por seu personagem, Reinaldo, serão ainda maiores. O pai da vilã Lucinda (Andréia Horta) vai passar por cima de muito preconceito para ficar com Eunice ( Lucy Ramos ).

O personagem multifacetado não cai no clichê de “pai da protagonista”. Ele defende seu trabalho com unhas e dentes e, de acordo com Cássio, vai passar por muitas emoções. “É um belo personagem. Sem o menor preconceito. Ele vai bater de frente na vida pessoal e profissional” revela. O primeiro momento dos dois, inclusive, irá ao ar nessa quinta-feira (09), quando Reinaldo e Eunice se beijarão pela primeira vez.

Leia também: Kéfera, Porta dos Fundos e De Niro estão na lista dos piores filmes do ano

Engajamento

Dois debates sobre racismo irão movimentar o mês da Consciência Negra na Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro. No dia 16, às 21h, acontece a palestra "Vidas Negras importam. Um olhar sobre o racismo estrutural da sociedade brasileira”, com a doutora em História Social pela Universidade de São Paulo e professora adjunta da Escola de Ciências Sociais CPDOC-FGV, Ynaê Lopes dos Santos. A palestra será seguida de um debate com o público presente, resgatando uma máxima que viralizou na comunidade estadunidense nos últimos tempos - e conseguiu um ótimo engajamento dos brasileiros. "Num país em que ninguém é racista, mas todo mundo conhece alguém que é, o debate sobre as capilaridades do racismo se faz fundamental para desnaturalizar uma série de máximas e entender que as vidas negras importam e que o racismo é uma realidade que deve ser combatida por todos”, afirma Ynaê.  Para a palestra do dia 16 será cobrada taxa de manutenção de R$ 20,00.

Já no dia 17, às 20h, o projeto Psicanálise & Cinema exibirá o filme “ Loving - uma história de amor ", baseado na história real de um casal norte-americano que foi preso quando a união inter-racial era crime no estado de Virgínia. Após a sessão, haverá debate aberto com os presentes, coordenado por Luiz Fernando Gallego – psicanalista da SBPRJ e membro da Associação de Críticos de Cinema do RJ.

Festival sertanejo

Caldas Country movimentou Goiás com 40 mil pessoas em dois dias de festivais
Robson Senne
Caldas Country movimentou Goiás com 40 mil pessoas em dois dias de festivais

Os festivais pegaram de vez no Brasil e o sertanejo logo aderiu ao estilo. Sendo assim, as festas do estilo têm sido cada vez maiores e o Caldas Country , que aconteceu nos dias 3 e 4 de novembro. Cerca de 40 mil pessoas passaram pelo evento em Caldas Novas, Goiás. Realizadopela GBM Promoções, a festa contou com alguns dos maiores nomes do gênero do momento. Na sexta-feira, dia 3, foi a vez de  Jorge e Mateus , Wesley Safadão, Jefferson Moraes, Bruninho e Davi, Cabaré, Cleber e Cauã e no trio elétrico, Tomate animarem a noite do festival. Já no sábado (4), o palco teve o comando de Chitãozinho o e Xororó, Simone e Simaria , Matheus e Kauan, Alok, Gusttavo Lima, Cleber e Cauã e, no Trio, o cantor Léo Santana. A locução ficou por conta de Cuiabanno Lima, já referenciado e uma figura tradicional no evento.

Pela segunda vez no evento e com o famoso jargão “Chora não, coleguinha!”, Simone & Simaria subiram no palco por volta das três horas da manhã. Elas foram as únicas vozes femininas no palco e arrasaram no festival. Autores da canção “Até Amanhecer” tema do Caldas Country 2010, Matheus e Kauan celebraram o retorno ao palco do festival, onde se apresentaram pela primeira vez um primeiro grande show para um grande público.  Chitãozinho & Xororó , parceiros do evento desde a primeira edição,  elogiaram o evento: “Aqui a galera vem para se divertir e realmente faz a diferença com a gente”, revelou Xororó.  

Achou que terminou por aí? Após os shows, um line-up de DJs levaram a festa até o sol raiar, assim como manda uma boa festa sertaneja. Quem comandou os show foram os Djs Barbara Labres, Live 2 Life, Taty Mesquita, Raphael Phillipe, Luy e Larissa Lahw. Os portões se abriram às 21h, mas a festa se encerrou só às 11h do dia seguinte. É para ninguém botar defeito!

Leia também: Em raríssima aparição, Lídia Brondi passeia com Cássio Gabus Mendes no Rio

    Leia tudo sobre:
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas