Amber Heard
Reprodução/ NBC
Amber Heard

Amber Heard disse que "não culpa o júri" pelo veredicto favorável a Johnny Depp no processo de difamação que foi julgado no Tribunal de Fairfax, no estado americano da Virgínia. A declaração foi transmitida nesta segunda-feira pelo programa Today, da NBC, marcando a primeira entrevista da atriz de "Aquaman" desde o fim do julgamento com seu ex-marido.

— Eu não os culpo — afirmou Heard. — Eu realmente entendo. Ele é um personagem amado e as pessoas sentem que o conhecem. Ele é um ator fantástico — disse ela sobre Depp.

No entanto, Heard considerou "injusto" o frenesi em torno do caso nas redes sociais, considerando que a maior parte das postagens era em apoio a Depp. Enquanto o termo Justice for Amber Heard recebeu 27 milhões de visualizações no TikTok, a expressão para Depp arrecadou 20 bilhões de visualizações.

— Eu não me importo com o que alguém pensa sobre mim ou quais julgamentos você quer fazer sobre o que aconteceu na privacidade da minha própria casa, no meu casamento, a portas fechadas. Eu não presumo que uma pessoa comum deva saber dessas coisas. E por isso não levo para o lado pessoal — acrescentou a atriz. — Mas mesmo alguém que tem certeza de que eu mereço todo esse ódio e crueldade, mesmo que você pense que estou mentindo, você ainda não pode me olhar nos olhos e me dizer que acha que nas mídias sociais houve uma representação justa. Você não pode me dizer que acha que isso foi justo.

Johnny Depp pode abrir mão de indenização a Amber Heard


Johnny Depp pode abrir mão do valor de indenização que deverá receber da sua ex-mulher, Amber Heard, após ela ser condenada a pagar US$ 10 milhões. A informação foi divulgada pelos próprios advogados de defesa do ator, que afirmaram que a atitude de Depp “nunca foi sobre dinheiro”, em uma entrevista ao programa Good Morning America.

— Como o Sr. Depp testemunhou, nunca foi sobre dinheiro para ele. Tratava-se de restaurar sua reputação — disse Benjamin Chew, que deu a entrevista ao lado de Camille Vasquez, outra responsável pela defesa do ator, afirmando que ele poderia renunciar ao pagamento.

A advogada de Heard, Elaine Bredehoft, disse que a sua cliente "absolutamente" não teria dinheiro suficiente para pagar a quantia referente à indenização.

Entenda o resultado do julgamento


O veredito do caso envolvendo os atores foi lido no Tribunal do Condado de Fairfax, na Virgínia. Amber foi considerada culpada pelas declarações feitas em artigo escrito no The Washington Post, no qual acusava Depp de abusos. Na decisão, o júri determinou que a atriz teria que indenizar o ex-marido em US$ 15 milhões (equivalente a R$ 71,9 milhões). Mas Amber vai pagar pouco mais de US$ 8 milhões.

+ Entre no canal do  iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

A decisão dos jurados dividiu a indenização em US$ 10 milhões como medidas compensatórias por difamar Depp e mais US$ 5 milhões como medidas punitivas. Este último valor foi reduzido, ao final da leitura do veredito, pela juíza Penney Azcarate. Seguindo o teto máximo para indenizações de caráter punitivo no estado, o valor caiu para US$ 350 mil.

Além disso, Depp também foi condenado em US$ 2 milhões por difamar Amber Heard. Dessa forma, o valor de US$ 15 milhões se viu reduzido a US$ 8,35 milhões.

Em relação ao processo de Heard contra Depp, o ator foi considerado culpado em uma das três acusações. O astro de "Piratas do Caribe" terá de pagar US $ 2 milhões (equivalente a R$ 9,5 milhões) em danos morais para a ex-mulher. Amber havia pedido indenização no valor de US$ 100 milhões.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários