Gil do Vigor em participação no
Reprodução/Globo - 02.06.2022
Gil do Vigor em participação no "Mais Você"


Gil do Vigor participou do "Mais Você" nesta quinta-feira (2) e desabafou sobre a tragédia causada pelas chuvas em Pernambuco, que já causou mais de 120 mortes. O ex-BBB e economista ainda relembrou um episódio de quando a própria casa foi afetada em Jaboatão dos Guararapes.

+ Entre no  canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

"Me atinge pessoalmente como morador. Eu nasci em Jaboatão e esse problema me toca muito, porque eu vejo amigos e familiares falarem: 'Gil, aqui está um caos, está todo mundo sofrendo'. E não é algo novo, lembro que quinze, vinte anos atrás eu era uma dessas famílias. É um problema muito recorrente no Estado", iniciou Gil, que seguiu comentando que a mãe, Jacira Santana, foi até a região para doar cestas básicas para as vítimas das chuvas. 

+ Siga também o perfil geral do Portal iG no Telegram !

O economista falou da situação que viveu na infância, quando a casa foi tomada pelas enchentes e ele precisou ficar em um abrigo da Igreja que ele faz parte até hoje. "Nós passamos a noite na Igreja para que no outro dia voltássemos a nossa casa. Nós éramos bem pobres, dependemos de ajuda da Igreja e cestas básicas", afirmou antes de pedir ajuda e doações do público que assistia ao programa matinal. 


Gil do Vigor ainda expressou a vontade de ir a Pernambuco auxiliar as vítimas ao lado da mãe, mas foi informado que a situação tensa no Estado está dificultando até os voos. Assim, ele seguiu usando as redes sociais para pedir ajuda dos milhões de seguidores. 


Ainda no "Mais Você", o ex-BBB contou que morou em Jaboatão dos Guararapes até os 20 anos e conviveu com problemas causados pelas chuvas por toda infância e adolescência. "Minha mãe decidiu se mudar para lugares mais altos porque não tinha perigo da gente sofrer uma enchente de novo", relatou. 

"A Igreja que eu faço parte ajudou muito minha família naquela época. Minha mãe começou a fazer faxina na Igreja para a Igreja pagar os aluguéis, para a gente conseguir se mudar dali. A gente recebeu muita força e apoio, sou muito grato a tudo que aconteceu", completou. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários