Xande falou do carinho do público no Carnaval
Reprodução/O Dia
Xande falou do carinho do público no Carnaval

Após dois anos sem desfiles por conta da pandemia da covid-19, o cantor Xande de Pilares se emocionou ao pisar na Marquês de Sapucaí, na noite desta sexta-feira. O sambista, que reforçou o enredo da Acadêmicos do Salgueiro este ano, não escondeu a felicidade ao ser ovacionado pela arquibancada do setor 1, na Marquês de Sapucaí.

"Meu coração está pulando de alegria", disse Xande de Pilares, que teve o seu nome gritado: "Esse carinho representa muito, mas hoje os protagonistas são as escolas".

O cantor também lembrou das vítimas da covid-19 e disse que esse será um Carnaval de superação. "Se a gente está aqui, o show precisa seguir".

Xande também falou um pouco sobre o enredo do Salgueiro. "A resistência do povo preto, isso diz muito sobre o Carnaval. O Carnaval não é só fantasia, tem muito por trás".

Com o punho cerrado, o Acadêmicos do Salgueiro retrata as formas de resistência do povo preto brasileiro. Comandada pelo carnavalesco Alex de Souza, a agremiação do Andaraí traz, em "Resistência", a luta da população preta na preservação da própria cultura e fé por meio do orgulho da herança histórica deixada pelos antepassados.

O samba-enredo do Salgueiro é de autoria de Demá Chagas, Pedrinho da Flor, Leonardo Gallo, Zeca do Cavaco, Gladiador e Renato Galante.
Em 2020, o Salgueiro garantiu seu lugar no Desfile das Campeãs, na quinta posição da disputa com o "O Rei negro do picadeiro". Com o desfile assinado por Alex de Souza, o samba-enredo "O Rei negro do picadeiro" foi escrito por Marcelo Motta, Fred Camacho, Guinga do Salgueiro, Getúlio Coelho, Ricardo Neves e Francisco Aquino.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários