Liziane faz parte da frente brazucra
Reprodução/Instagram 22.03.2022
Liziane faz parte da frente brazucra

Auxiliando ucranianos na fronteira com a Polônia,  Liziane Gutierrez diz que forças da Ucrânia pedem ajuda aos voluntários para retirar corpos na região de Bucha, cidade próxima de Kiev. Nesta semana, o presidente  Volodymyr Zelensky acusou a Rússia de cometer massacre na cidade.


Para o iG Gente, Liziane conta que os pedidos para os voluntários ocorreram nesta quarta-feira (6). "Eu não vou, não tenho estômago, mas o negócio lá está tão feio que estão pedindo para ir", disse. 

A ex-A Fazenda diz que "só estão pedindo ajuda porque parece que tem corpos para todos os lados". "A situação lá...disseram que está horrível", afirmou. 

Leia Também

Liziane também revela que irá aos Estados Unidos resolver situações pessoais, mas que logo retorna à Ucrânia. "Essa semana tem muita gente voltando da Polônia para a Ucrânia. O que é um problema porque a guerra ainda não acabou", conta. 

Perguntada sobre o motivo para as pessoas voltarem ao país em guerra, Liziane sugere que é ansiedade para rever familiares. "Elas querem reencontrar filhos e maridos que ficaram para lutar na guerra", conta. 

Possível crime de guerra

Na segunda-feira (4), a alta comissária das Nações Unidas para Direitos Humanos, Michelle Bachelet, disse que há sinais de possíveis crimes de guerra na cidade de Bucha. O município ucraniano estava sob domínio russo até a última sexta-feira (1), quando as forças da Ucrânia reassumiram o controle da região. 

“Os relatos que surgem dessa e de outras áreas levantam sérios e inquietantes questionamentos sobre possíveis crimes de guerra, graves violações do direito internacional humanitário e graves violações dos direitos humanos”, afirmou Bachelet.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários