Taylor Hawkings, baterista do Foo Fighters, foi encontrado morto aos 50 anos
Marcelo de Assis
Taylor Hawkings, baterista do Foo Fighters, foi encontrado morto aos 50 anos

Um exame toxicológico realizado após a morte do baterista Taylor Hawkins, da banda Foo Fighters, encontrou 10 substâncias, incluindo maconha, antidepressivos tricíclicos, benzodiazepínicos e opioides, informou a Procuradoria-Geral da República da Colômbia neste sábado (26).

Hawkins, 50, morreu sexta-feira (25) em um hotel de Bogotá horas antes da apresentação do grupo no Festival Estéreo Picnic, nos arredores da capital colombiana, chocando a indústria da música mundial.

"No exame toxicológico de urina realizado no corpo de Taylor Hawkins, foram encontrados preliminarmente 10 tipos de substâncias, entre elas: THC (maconha), antidepressivos tricíclicos, benzodiazepínicos e opioides", disse um comunicado da Procuradoria Geral da República.

No entanto, o relatório não mencionou uma overdose como causa da morte do músico.

"O Instituto Nacional de Medicina Legal continua os estudos médicos para obter o esclarecimento total dos acontecimentos que levaram à morte de Taylor Hawkins", disse o Ministério Público, garantindo que a investigação continua.

O Ministério da Saúde de Bogotá informou anteriormente que recebeu um relatório sobre um paciente com dor no peito em um hotel localizado ao norte da cidade e que enviou uma ambulância.

A banda anunciou a morte do músico em sua conta no Twitter, mas não revelou as causas.

"A família Foo Fighters está devastada pela perda trágica e inesperada de nosso amado Taylor Hawkins. Seu espírito musical e sua risada contagiante viverão com todos nós para sempre", disse o grupo musical em sua conta no Twitter.

Homenagens

"Nossos corações estão com sua esposa, filhos e família, e pedimos que sua privacidade seja tratada com o maior respeito neste momento inimaginavelmente difícil", acrescentou a banda que cancelou uma turnê por vários países da América Latina.

A Embaixada dos EUA em Bogotá disse que não estava em posição de comentar a morte de Hawkins por motivos de privacidade.

Leia Também

Vários músicos de todo o mundo reagiram à notícia da morte do baterista, após homenagens póstumas.

Hawkins "era realmente uma grande pessoa e um músico incrível. Meu coração, amor e condolências vão para sua esposa, filhos, família, banda e fãs", disse o roqueiro britânico Ozzy Osbourne no Twitter. "Vejo você do outro lado."

Os roqueiros canadenses Nickelback disseram que estavam "totalmente incrédulos com as notícias de Taylor Hawkins" e disseram que era "tão inacreditavelmente triste".

O Foo Fighters foi fundado em 1994 por Dave Grohl, o baterista da banda grunge Nirvana, após a morte do vocalista do Nirvana Kurt Cobain.

A banda, que inclui o baixista Nate Mendel e os guitarristas Chris Shiflett e Pat Smear, lançou 10 álbuns de estúdio com músicas como "Everlong", "Times Like These" e "Learn To Fly".

O grupo ganhou 12 prêmios Grammy e foi introduzido no Rock & Roll Hall of Fame em 2021.

"Deus te abençoe Taylor Hawkins. Eu amo seu espírito e poder de rock imparável. Descanse em paz meu amigo", twittou Tom Morello do Rage Against the Machine.

Gene Simmons e Paul Stanley, membros do grupo de rock KISS, também lamentaram a morte de Hawkins, junto com Guns N' Roses, Slash e vários outros músicos.

Alguns fãs do Foo Fighters chegaram em frente ao hotel onde Hawkins morreu, no norte da capital colombiana, para plantar flores e acender velas brancas em sua memória.

*Com Agências Internacionais

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários