Erika Schneider
Divulgação
Erika Schneider

Eliminada de "A Fazenda 13", Erika Schneider, de 30 anos, é muito grata pelo tempo que passou como bailarina do "Domingão do Faustão", entretanto, em recente entrevista ela revelou que não pretende integrar novamente o cast de dançarinas do apresentador, que agora está no Grupo Bandeirantes de Comunicação.

"Quero novas oportunidades, fui dançarina durante quase oito anos", explica ela, em entrevista ao Notícias da TV. "O Faustão é uma pessoa maravilhosa, um grande comunicador, voltar a trabalhar com ele seria um sonho", acrescenta a ex-peoa, que afirmou ter recebido um convite para retornar à TV, porém, ainda não pode divulgar detalhes. "Não tem nada certo [ainda]".

Durante o papo, Erika também falou sobre machismo, questão que marcou fortemente sua passagem por "A Fazenda 13". Para quem não se lembra, a peoa teve sua autoridade questionada por alguns participantes homens, como Mussunzinho e Erasmo Viana. Sobre isso, ela dissertou. "Se os homens não se envergonham de ter atitudes machistas no reality, com o Brasil todo vendo, imagine aqui fora. Teve uma hora em que comecei a duvidar de mim. E isso também acontece no dia a dia, a vítima de machismo achar que o erro está nela".

Para contextualizar sua declaração, Schneider relembrou um episódio que viveu em sua vida pessoal. "[O preconceito] está enraizado na nossa sociedade. Uma vez, um ex pediu para eu parar de trabalhar e ficar longe da TV. Lógico que não levei essa relação adiante. Mas nem toda mulher consegue isso, e como consequência, se torna dependente. Toda mulher sofre. A atitude dele não foi um caso isolado, porque tem uma relação de dominação sobre as mulheres. Na sociedade brasileira, as mulheres têm menores salários [em cargos iguais], por exemplo", relatou.

Apesar da situação vivida no confinamento e na vida pessoal, Erika diz já estar em uma situação melhor com - pelo menos - Mussunzinho. "Ele me mandou uma mensagem e fez questão de contar em uma entrevista que pediu desculpas, não respondi porque não tenho motivos para falar. Pessoas que não me trazem coisas boas, eu me afasto", analisou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários