Deolane Bezerra e MC Kevin
Reprodução/Instagram
Deolane Bezerra e MC Kevin


Marcos Kac, promotor da 1ª Promotoria de Investigação Penal Territorial da Zona Sul e Barra da Tijuca, determinou que seja colhido um novo depoimento da modelo Bianca Dominguez, que estava no quarto 502 de um hotel na Zona Oeste do Rio quando o cantor MC Kevin caiu, em 16 de maio deste ano. 

O promotor determinou que na intimação, o delegado Leandro Gontijo de Siqueira Alves, titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), esclareça que, caso ela não compareça de forma espontânea, poderá ser requerida a condução coercitiva. 

O objetivo da promotoria é esclarecer a segunda versão de Bianca sobre o ocorrido no quarto, naquela tarde. Na primeira ida à delegacia, no dia seguinte à morte de Kevin, Bianca relatou que pouco antes da queda, ela mantinha relações sexuais com o funkeiro na varanda. 

Leia Também

Já em agosto, ela alegou que o artista estava no cômodo discutindo com Victor Elias Fontenelle, o MC VK. Ela também disse que pediu ajuda ao funkeiro e Kevin não foi socorrido pelo rapaz. 

A informação foi repassada para a Polícia Civil e ao Ministério Público pelo advogado Danilo Garcia de Andrade, que representa a modelo. Em petição com sete páginas e 115 itens, ele apresentou detalhes que foram lembrados pela modelo após declarações dadas na delegacia.

No documento, ela narra uma briga "acalorada" e com "gestos bruscos" entre MC Kevin e MC VK sobre a possibilidade de Deolane Bezerra, então noive de Kevin, estar chegando. Os dois estariam em pé, indo para a varanda e o desentendimento teria motivado o funkeiro a passar as pernas pelo parapeito. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários