Tyga e Camaryn Swanson
Reprodução
Tyga e Camaryn Swanson


A ex-namorada do rapper Tyga, Camaryn Swanson, afirmou que o artista cometeu agressões físicas e assédio moral e psicológico contra ela. Informações do TMZ apontam que Camaryn estava alcoolizada e aos gritos na porta da casa do cantor de madrugada. No entanto, ela afirma que não foi o que aconteceu.

Fontes da polícia afirmaram ao site que Camaryn foi agredida pelo rapper depois de uma briga. A mãe dela teria ido buscá-la na casa do rapper e chamou a polícia para registrar um boletim de ocorrência.


Afirma-se que a modelo tinha marcas de violência visíveis pelo corpo. O boletim foi feito apontando o caso como violência doméstica.

Leia Também

Camaryn também compartilhou uma série de fotos em que aparecem com hematomas no rosto e a manga da blusa manchada de sangue.

"Eu fui abusada emocional, mental e fisicamente e não vou mais esconder. Eu estou com muita vergonha que isso tenha chegado a esse ponto, mas tenho que me defender', afirmou.

Ela também compartilhou mensagens que trocou com Tyga, desmentindo o TMZ. "TMZ, eu não apareci 'gritando' ou 'sem ser convidada'. Quando eu tentei ir embora, ele me agrediu fisicamente e se recusou a me deixar sair por horas", disse.

O rapper se recusou a falar com a polícia e não foi detido até o momento. Os agentes estiveram na casa dele na manhã da última segunda-feira (11). Ele iria até a delegacia para prestar depoimento.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários