Josy participou do Big Brother Brasil 9
TV Globo/Fabrício Mota
Josy participou do Big Brother Brasil 9

Josy Oliveira, que participou da nona edição do “Big Brother Brasil”, morreu aos 43 anos, em São Paulo. Segundo informações de familiares, a ex-BBB foi vitima de um acidente vascular cerebral (AVC) durante uma cirurgia para tratar de um aneurisma, que descobriu no final de 2020.

Formada em psicologia, a mineira de Juiz de Fora se dedicou à carreira de cantora após a participação no reality show da TV Globo, chegando a gravar um álbum. 

Relembrando a carreira de Josy Oliveira

Em 2009, Josy Oliveira passou por vários testes até ser selecionada para participar da nona edição do “BBB”, na qual ficou em sexto lugar na competição, sendo a 12ª eliminada com 68% dos votos do público.

Você viu?

Nesta edição foi a primeira em que participantes entrariam pela famosa “casa de vidro”, e Josy ficou confinada ao lado dos participantes Daniel, Emanuel e Maíra Brito, sendo a escolhida pelo público, junto a Emanuel, para se unir aos outros participantes que já estavam na casa.

Josy chegou a embalar um romance com o participante Ton, o casal já se conhecia de fora da casa, o que ajudou no romance dentro do reality. Contudo, o romance não foi bem visto aqui fora, pois o participante era acusado de ser “grudento”, o que prejudicaria a disputa da jovem pelo prêmio.

Josy e Ton tiveram uma relação “entre tapas e beijos” que não durou muito tempo, pois o rapaz, que era um dos mais rejeitados naquela edição, foi eliminado logo na quarta semana, em um paredão com a participante Ana Clara.

Com o fim daquela edição, o casal não voltou a ficar junto e Josy se disse decepcionada com o participante, na ocasião ela havia descoberto que Ton já teria dado em cima de Priscila, outra participante da temporada, algo que ele negou em entrevistas, dizendo que Priscila seria apenas uma amiga do Rio de Janeiro.

Da liderança ao paredão

Mesmo com a casa dividida entre “Lado A” e “Lado B”, Josy manteve uma boa relação com praticamente todos os participantes, tendo apenas uma desavença com a participante Milena Fagundes, que disse que a psicóloga teria mais chances aqui fora do que os outros que estavam na casa.

Milena indicou Josy ao paredão, que acabou voltando e ganhando a liderança da semana seguinte. Josy então indicou Milena ao paredão, que foi a sétima eliminada, com 63% dos votos.

Mas outra reviravolta aguardava a participante, pois novamente foi indicada ao paredão, com dois votos da casa, concorrendo com a participante Ana Clara – apenas duas semanas antes, Josy havia eliminado a participante Naná, que era uma das favoritas ao prêmio. Josy, porém, não ganhou a disputa contra Ana Clara e saiu com 68% dos votos, no dia 29 de março de 2009.

Há biografias mais calmas, que se apresentam como planícies, mansas colinas, linhas mais ou menos suaves e previsíveis. Vidas sem alto contrastes. Vejamos a trajetória de Josy. Ela começou de menos de 0, presa durante 7 dias na casa de vidro, que acreditem, é muito mais torturante que o quarto branco. Depois, quando conseguiu finalmente entrar na casa foi literalmente atacada por Ton, que de tão ansioso, demonstrou de forma totalmente desastrada seu afeto. Aí ele foi eliminado, Josy ficou "viúva", renasceu, cresceu no jogo, se fez respeitar. Foi pro paredão com quem mais todo mundo tinha medo de ir, a Naiá. Eliminou a Naiá. Do paredão subiu as alturas da liderança, por muito pouco não emplaca a segunda liderança. Sem a liderança, voltou ao paredão”, disse o apresentador Pedro Bial.

“Se a gente observar bem a linha da vida BBB desenhada por Josy, vai ver uma paisagem dramática. Altos picos, montanhas que encostam no céu, ao lado de precipícios, vales profundos. Uma cordilheira dos Andes. Com essa vontade formidável, com tal determinação, essa história não poderia terminar aqui e não há de terminar. Oxalá, todas as estradas e caminhos se abram pra eliminada de hoje... Josy", completando o discurso que colocaria fim à participação de Josy Oliveira no Big Brother Brasil.

Em entrevistas pós reality, Josy chegou a dizer que o estudo de psicologia a ajudou a lidar com a pressão do reality, mas que era difícil analisar as pessoas, devido ao envolvimento no jogo.

Após sua saída da casa, a psicóloga voltou a investir na carreira musical, chegando a lançar um álbum e fazendo parcerias com cantores famosos. Contudo, a sua estreia na música foi em 2006, com o disco “Influências”. Ela tocava violão, percussão e piano.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários