Simony relembra quando presenciou rebelião no Carandiru
Reprodução/Instagram
Simony relembra quando presenciou rebelião no Carandiru

Há 20 anos Simony ficou presa em uma rebelião que acontecia no Carandiru, em São Paulo. A cantora, que ficou conhecida por integrar o "Balão Mágico" quando era criança, estava visitando o rapper Afro-X, com quem namorava e que estava preso.

Simony contou que passou quase 48 horas na rebelião sem conseguir sair de lá. "Nessa parte que eu estava, não tinha armas. Mas depois acharam. O (Eduardo) Suplicy (senador, à época) foi lá ajudar a negociar, de pijamas. Ele que mediou essa negociação. Foi muito triste, eu tive muito medo. Eu estava grávida do Ryan, de seis ou sete meses", conta a cantora em entrevista ao podcast Inteligência Ltda.

A artista terminou com Afro-X pouco tempo após o cantor ganhar a liberdade, mas eles têm dois filhos juntos, Ryan, de 20 anos, e Aysha, de 18. Simony fala que as visitas que fazia ao namorado preso são um grande trauma em sua vida e diz que o Brasil ficou muito decepcionado com ela na época, de ver uma pessoa que foi muito queria na infância indo na prisão constantemente.

"Cometi os meus erros, mas fui mulher para assumir. Errei, decepcionei pessoas. Mas, graças a Deus, tive outra chance de recomeçar. De lutar, ser e criar meus filhos", diz a cantora.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários