Whindersson Nunes faz homenagem ao filho no dia dos pais
Reprodução/Instagram
Whindersson Nunes faz homenagem ao filho no dia dos pais


Neste Dia dos Pais, o humorista Whindersson Nunes fez um post em homenagem aos pais que, assim como ele, perderam seus filhos. Seu primeiro filho com Maria Lina, J oão Miguel nasceu prematuro de seis meses em maio deste ano, mas não resistiu e faleceu no dia seguinte . No texto no Instagram, Whindersson rdá detalhes da rotina no hospital e fala de falta de apoio.

"Hoje também é dia dos pais para quem está sem seu filho, você não deixa de ser quando Deus adota", começou Whindersson. "Não sei o que aconeceu mas eu entendo seu sentimento, eu senti tudo que você sentiu. Eu senti a realidade de fato quando vi nascer, a gente fica com ciúme quando dizem que a mãe conhece o filho antes do pai, e o pais só no nascimento, mas é a mais pura verdade. A mãe quando olha pro bebê parece saber exatamente como seria, pro pai é uma explosão de novidades. Eu tinha vergonha de dizer 'oi filho' porque eu realmente tava conhecendo ele ali".

"Vi que era verdade que 'filho é uma preocupação constante'. Tudo era perigoso para ele, eu olhava as enfermeiras manipulando e eu queria falar para terem cuidado com ele porque a pele dele era sensível. Eu queria dizer como pegar nele, paa ter cuidado. Enfim, seu filho passando de mão em mão e nenhuma é a sua porque naquele momento a sua é um risco. Era como se meu cérebro dissesse 'profissionais são humanos, humanos erram, e eu não posso deixar um erro acontecer aqui", continua, ao lembrar sobre a rotina do hospital com João Miguel.

Você viu?

"Mil perguntas. 'Isso machuca? Ele tá sentindo dor?'. Acho que por isso que os pais da gente dizem para a gente ter cuidado com carro, com moto, cuidado com velocidade, e com o coração também. Acho que por isso pais interferem na vida dos filhos, porque eles sabem que é tão ruim sofrer. A gente quer que doa na gente, e nunca neles. Quem acabou de chegar não precisa sentir nada disso".

Whindersson afirma depois que ente arrependimento de não ter passado mais tempo com o filho. "O que mais existia de tão improtante pra eu não ter ficado todo tempo que podia com ele? Por que eu não fiquei todo tempo que podia?", questiona.

O humorista afirma que ele e Maria Lina não estão tendo apoio suficiente para lidar com a perda. "Não há grupos de apoio para nós, pelo menos ninguém me mostra. Nós não nos encontramos pra chorar juntos, pelo menos ninguém me chama. Pouco importa o 'amor incondicional' que diziam que íamos ter depis que nascesse, jogaram ele na sua mãe e ninguém liga".

No fim de sua carta, Whindersson fala com pais que, como ele, também perderam seus filhos, e homenageia o pai. "Eu não estou triste hoje. Tô feliz porque meu pai está feliz pela minha existência, porque era o que eu desejava para o meu filho, mas ele esta no meu lugar. E hoje eu amo muito mais meu pai. Te amo, pai, que bom estar aqui para você", termina.



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários