Vitão e Sonza
Reprodução/Instagram
Vitão e Sonza


Luísa Sonza, que lançou o álbum 'Doce 22' para retratar o que viveu de bom e ruim no último ano, comentou sobre a produção do disco, que transforma as críticas recebidas na internet em canções. Ela recebeu ajuda especial do namorado, o cantor Vitão. 


"Bom, o nome do álbum é Doce 22 porque fala dos meus doces 22 anos, contém ironia. O álbum todo foi feito com base no momento que eu tava vivendo nos meus 22 anos, no ano de 2020 também", disse a cantora, em entrevista ao canal "Música Multishow". 

Ela comentou que o namorado a ajudou na maioria das músicas do álbum. A cantora agradeceu o auxílio dele e declarou que está apaixonada pelo parceiro. 

Você viu?

"Amo muito o meu namorado, porque ele me respeita muito como artista e entende a minha individualidade também. Ele faz as músicas comigo, falando coisas que às vezes não favorecem tanto ele. Sou muito apaixonada por ele. Ela era é de uma época que eu tava: 'ó, Vitor, não se emociona porque estou sem tempo", disse. 

Luísa revelou que usou os termos 'p*ta, vagabunda e interesseira' na canção 'Interesseira' como forma de ganhar poder em cima das palavras usadas para insultá-la na internet desde o começo da carreira na música. 

"Eu quis abrir o álbum a música com as palavras p*ta, vagabunda e interesseira porque é geralmente como as pessoas criam a ideia sobre mim. São assim que as pessoas me chamam. Então, não vou falar exatamente o que me chamam, mas é muito pesado ter escutado isso desde os meus 17 anos. Eu tive que escutar calada e me empoderei dessas palavras. Eles vão ter de ouvir da minha boca o que falam de mim", disse. 

Na letra da canção 'VIP', ela conta que retrata o período da vida que a cabeça de Sonza sofreu com cobranças públicas para ser uma mulher que precisava 'casar e dar filhos ao marido'. 

"VIP é de um momento que eu estava me sentindo muito pressionada por ser uma mulher que tem que casar, que tem que ter filho e seguir de acordo com as regras tradicionais... Cara, eu não preciso ser uma mulher que precisa ser dona de casa, casar e ter filho", disse.

"Eu escutei uma frase que me deixou extremamente até hoje: 'você tem que dar um filho para o seu marido'. Não sei o que dizer sobre essa frase até hoje", contou. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários