Luísa Sonza lança
Divulgação
Luísa Sonza lança "DOCE 22"


Amor (e a sensação de não ser amada), sexo, alegrias e tristezas. Luísa Sonza apresentou aos fãs, neste domingo (18), dia do seu aniversário de 23 anos, o seu novo álbum, “DOCE 22”, que conta histórias do ano intenso e conturbado vivido pela cantora .

Produzido há 14 meses, o álbum chega às plataformas digitais após Luísa Sonza voltar de um hiato de quase um mês longe da mídia por ter recebido diversos ataques nas redes sociais . Em entrevista coletiva na quinta-feira (15), a cantora explicou que não conseguiu superar todos os ataques recebidos, mas que precisava cumprir contratos. “Estou lidando com minha depressão, pânico e ansiedade (...) Estou péssima ainda. Não pude me recuperar, não consegui lidar, mas uma hora eu precisava continuar. Tenho um monte de contrato a cumprir, meus fãs, várias pessoas que dependem de mim, uma equipe para sustentar. Estou aqui, mas em um processo que não começou. A pausa foi uma fuga e, quando voltei, tudo estava do mesmo jeito. Minha cabeça e o trabalho acumulado. Foi importante, mas não foi suficiente. Não sei como vou lidar com tudo isso”, iniciou Luísa Sonza.



Em um projeto com lado A, mais dançante e pop, onde os títulos aparecem em letras maiúsculas, e lado B, mostrando seu lado mais vulnerável, ressaltado nos títulos redigidos com letras em minúsculo, a cantora natural de Tuparendi, no Rio Grande do Sul, apresenta a “Luísa Gerloff Sonza” sem filtro mesmo diante das inseguranças que te cercam. "As pessoas prestam muita atenção na minha vida e podem interpretar de uma outra forma. Tenho muito medo de levar paulada mais uma vez, de ser julgada. Estou com medo até de andar na rua. Não sei se é exagero. Espero que sim.  É uma forma de ter a Luísa mais sincera com ela mesma. Estou morrendo de medo, mas vou me permitir", disse Sonza.

Apesar de se mostrar mais vulnerável no lado B do álbum, o lado A traz a faixa “INTERE$$EIRA”, que aborda o hate sofrido por Luísa ao anunciar o término do seu relacionamento com o humorista Whindersson Nunes. “Não queria entrar com essa carga nos 23 anos, no meu novo ciclo. Sou eu em todas as coisas que senti. Não estou muito doida. Foi o ano mais incrível e, ao mesmo tempo, o pior (...) Vejo vulnerabilidade em todo álbum. ‘INTERE$$EIRA’ é do lado A e me vejo muito vulnerável e viro a chave no meio da música”, explica Luisa Sonza.



Tentando ser direta nas palavras, Luísa revelou que o álbum tem referências no sertanejo, pop, blues e até na música nativista gaúcha. Para ela, Britney Spears e Christina Aguilera são inspirações. Na faixa “2000 S2”, Luísa fez um ensaio fotográfico em homenagem à Britney, que revelou abusos sofridos e busca o fim da tutela do pai. Sonza comentou o caso e disse que se identifica com a diva internacional. “Fiz as fotos antes de estourar isso com a Britney. O álbum era pra ser lançado há um mês. Estou usando peruca há muito tempo. O que a mídia fez com ela eu não sei como ela aguentou. Mas sempre me identifiquei com a Britney e a história dela. As pessoas falavam que o que eu estava passando parecia com o que ela tinha passado. Ela me deu muita força para passar por tudo isso e eu dou toda a força, energeticamente falando, para ela. Me identifico com a dor e me compadeço. Britney é uma inspiração na música também e estou fazendo uma homenagem a ela e outras cantoras do pop”, confessou Luísa Sonza.

O segundo álbum da carreira de quatro anos de Luísa é um projeto autoral, onde a artista também assina produção musical, roteiro, direção criativa e codireção dos clipes. Neste domingo (18), às 23h55, Luísa vai lançar os dois primeiros registros audiovisuais em seu canal no YouTube: “VIP *-*” e “Melhor Sozinha :-)-:”. 

Você viu?

O novo projeto conta com participações de Anitta, Ludmilla, Pabllo Vittar, Lulu Santos, Jão, 6LACK e Mariah Angeliq, além do seu namorado Vitão em um clipe. Apesar de estarem indicadas na tracklist de “DOCE 22”, as parcerias com Ludmilla, Jão e 6LACK não estarão disponíveis neste primeiro momento. Com contribuições internacionais no álbum, Sonza não descartou o início de uma carreira internacional. “Quem sabe? Todos os artistas brasileiros têm um potencial muito grande a ser explorado. Acho que a gente é muito mais do que todo esse povo que a gente paga pau. A gente com pouco dinheiro já faz tudo o que faz. Olha a Anitta, Pabllo Vittar, Lexa, Pocah. Fico feliz de começar a levar o nome para fora”, completou Luísa Sonza.

Ouça "DOCE 22" completo !









    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários