Arthur Picoli e Jair Bolsonaro
Reprodução Instagram / Divulgação
Arthur Picoli e Jair Bolsonaro

Arthur Picoli, ex-participante do "Big Brother Brasil 21", não gostou nada de ver - mesmo que com humor - pessoas desejando a morte de Jair Bolsonaro (sem partido) nas redes sociais. Em resposta ao tipo de comentário, na quarta-feira (14),  ele - que já cogitou a possibilidade de posar nu - criticou. "Não concordar com a atual gestão do nosso país é uma coisa, desejar o pior para o presidente já é doentio, deseje saúde pois no momento é o que todos nós queremos e precisamos", escreveu o crossfiteiro, em postagem no Twitter. 

Em pouco tempo, Arthur recebeu uma gama de mensagens, algumas críticas outras de apoio. Entre os que deram suporte ao pensamento do ex-BBB está o perfil do Partido Trabalhista de São Paulo, que escreveu. "Queremos derrotar o Bolsonaro sim, mas na política. Independente das divergências políticas que são enormes, somos humanos". Confira mais reações coletadas do Twitter.





Você viu?




Os comentários sobre a morte de Bolsonaro começaram após o presidente da República ser hospitalizado com um quadro de obstrução intestinal. Por conta disso, na quarta (14) ele teve de ser transferido de Brasília para São Paulo, onde realizará exames. De acordo com avaliação de equipe médica do Hospital Vila Nova Star, o presidente não deve passar por cirurgia, num primeiro momento.

Apesar da repercussão, esta não é a primeira vez que Arthur Picoli gera repercussão por falar de política. Assim que saiu do "BBB 21", em maio de 2021, ele foi altamente questionado sobre seu posicionamento. Após grande pressão do público, ele respondeu. "Pelo amor de Deus, chega de falar de política. Bora falar de matemática. Quanto é 20 menos 7?", escreveu ele, dando a entender que se interessava mais pelas pautas políticas do PT, que possui como número chave o 13.

À época, Gil do Vigor comentou a publicação do crossfiteiro: "Boa haha". O Partido Trabalhista também não ficou de fora: "Vem com a gente, Arthur", escreveu o perfil no Twitter, que também compartilhou um link para que o brother pudesse se filiar ao grupo de esquerda.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários