Funcionário de DJ Ivis diz que agressões eram rotinas
Reprodução/Instagram
Funcionário de DJ Ivis diz que agressões eram rotinas

Polícia Civil do Ceará ouvirá novas testemunhas do caso de  agressões de DJ Ivis contra a mulher Pamella de Holanda hoje (13) e planeja concluir o inquérito em menos de um mês, que foi o prazo estipulado.

Além dos novos depoimentos de testemunhas, a polícia fará perícia nos vídeos gravados por Pamella. A previsão é que o inquérito policial seja encaminhado ao Ministério Público até e o início da próxima semana.

As investigações correm sob os cuidados da Delegacia de Eusébio, cidade em que aconteceu o caso, com o apoio do Departamento de Proteção aos Grupos Vulneráveis.

Pamella fez o boletim de ocorrência no dia 3 de julho, dois dias após ser agredida, por isso não foi possível prisão em flagrante.

** null

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários