Yasmin Brunet criticou o Comitê Olímpico Brasileiro por vetar a entrada nas Olimpíadas
Reprodução
Yasmin Brunet criticou o Comitê Olímpico Brasileiro por vetar a entrada nas Olimpíadas


Joanna Maranhão não gostou das falas de  Yasmin Brunet sobre o Comitê Olímpico Brasileiro. A modelo quer acompanhar o marido Gabriel Medina nos jogos, mas foi vetada devido ao limite de convidados e da equipe brasileira, devido ao orçamento e também pelas restrições da Covid-19. Yasmin disse que era "descaso" por parte do comitê.


"Em nenhum momento ele pediu tratamento diferenciado, muito pelo contrário. Ele não está querendo ser tratado diferente dos outros, ele está querendo ser tratado como os outros estão sendo tratados, que as regras se apliquem a todos", disse Yasmin Brunet. A fala não agradou a ex-nadadora olímpica Joanna Maranhão, que fez uma série de postagens no Twitter sobre. 

"Mermão, alguém precisa dar um choque de realidade em Yasmin. Eu não tenho nada a ver com isso mas ela tá nos stories falando em 'descaso do cob' olha, eu realmente acredito que uma galera precisa entender o movimento olímpico", disse. 

"Ela fala para um público que não vive ou acompanha esporte. Não tô falando de torcedor de futebol, aqui...é outra realidade", continuou. "'Surf é um esporte individual e quem compete sabe a importância de ter alguém do lado'. Sim amor, você sabe que a grande maioria dos atletas de esporte individual não tem sequer o treinador presente nos jogos? Por que não cabe geral, tá ligado?", completou. 

Agora, Gabriel Medina irá para as Olimpíadas de Tóquio acompanhado do treinador. A entidade afirma que Medina havia escolhido um técnico como primeira opção, e Yasmin como segunda, o que significaria que ela não poderia ser credenciada como membro da equipe.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários