Sheherazade chama presidente para debate
Reprodução
Sheherazade chama presidente para debate


Rachel Sheherazade não gostou da forma com que Jair Bolsonaro (sem partido) tratou a repórter da CNN, Adriana de Luca , na manhã desta sexta-feira (25). Rachel acusou o presidente da República de ser misógino e o desafiou para um debate. 


"Se gritar comigo, vai ouvir", avisou ela. "É doentia a forma como Jair Bolsonaro trata mulheres jornalistas. Isso me soa à misoginia, ou seja, ódio ou aversão a mulheres", escreveu Sheherazade, em suas redes sociais, ao compartilhar o vídeo em que o político aparece gritando com Adriana. 

"Convido o presidente a conversar comigo sobre esse e outros assuntos. E aí, topa?", disse a jornalista, o convidando para um debate. Na manhã desta sexta-feira (25), Adriana tentou questionar o presidente sobre a compra da vacina Covaxin, mas em resposta recebeu um chilique com gritaria e ofensas. Esta foi a segunda vez, na mesma semana, que o presidente destratou uma jornalista mulher. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários