Sinead O'Connor
Reprodução/Twitter
Sinead O'Connor


Em uma série de tuítes na noite de sexta-feira, a cantora irlandesa Sinead O'Connor, de 54 anos, decretou o fim das suas atividades musicais. “Isso é para anunciar minha aposentadoria das turnês e do trabalho no ramo de discos. Eu envelheci e estou cansada”, escreveu ela.

Responsável por hits como “Mandinka” (1988) e “Nothing compares 2 U” (1990), Sinead disse ainda que seu próximo álbum, “No veteran dies alone”, programado para o ano que vem, será seu último lançamento e que não haverá mais turnês ou atividades promocionais.


“Estas não são notícia tristes”, acrescentou. “São notícias incrivelmente bonitas. Um guerreiro sabe quando deve recuar. Foi uma jornada de 40 anos. É hora de colocar os pés no chão e realizar outros sonhos. ”

Você viu?

Na manhã de sábado, Sinead pediu desculpas no Twitter pelos transtornos causados com sua decisão e fez referência ao seu livro de memórias, "Rememberings", lançado na terça-feira passada: “Acho que o livro me fez perceber que sou meu próprio patrão. Eu não queria esperar pela permissão dos homens.”

Em“Rememberings”, Sinead O'Connor recordou-se de quando rasgou uma foto do papa João Paulo II em participação no programa “Saturday Night Live”, revelou ter sido agredida pelo cantor Prince (autor de “Nothing compares 2 U”) e detalhou como sua mãe abusou fisicamente dela durante toda a sua infância.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários