O baluarte Nelson Sargento com uma de suas marcas registrada, o violão com as cores da Mangueira
Reprodução
O baluarte Nelson Sargento com uma de suas marcas registrada, o violão com as cores da Mangueira

Vários famosos usaram as redes sociais, nesta quinta-feira, para lamentar a morte do baluarte da Mangueira Nelson Sargento. O veterano morreu aos 96 anos vítima de complicações da covid-19. Ele estava internado no Inca desde o dia 20 de maio com quadro de desidratação, anorexia e significativa queda do estado geral. Após passar por exames, foi constatado que o cantor estava infectado pela covid-19.

A jornalista Mariana Gross disse que Sargento era "um poeta". A deputada federal Talíria Petrone lamentou a perda de mais um artista pela doença. "O mundo do samba acaba de perder uma lenda viva", disse.

Compositor de mais de 400 canções, Nelson Sargento tem como um de seus sambas mais conhecidos 'Agoniza Mas Não Morre'. Quando completou 96 anos, em julho do ano passado, Nelson recebeu homenagens em formato de uma cantata virtual por diversos nomes que admiram o sambista.

Mar'tnália, Alcione, Paulinho da Viola, Preta Gil, Tia Surica, Monarco, Regina Casé e Moacyr Luz, entre outros, reuniram vozes em coral para celebrar o músico. No ano passado, Nelson também foi homenageado em Niterói com programação especial virtual do Teatro Municipal João Caetano.

Boninho: "O Samba perde uma lenda! Salve, Nelson Sargento. Meus sentimentos a família e a Estação Primeira de Mangueira"

Luciano Huck: "A Covid levou hoje Nelson Sargento. Tínhamos uma relação de enorme carinho. Um sorriso que vai ficar na memória de todos. Nesta triste despedida, permanece a certeza de que o samba agoniza, mas não morre. Vá em paz, amigo querido. E deixo aqui meu carinho a familia e fãs"

Você viu?

Mariana Gross: "Nelson Sargento. Um poeta. Um cavalheiro. Um encanto de pessoa".

Talíria Petrone: "O mundo do samba acaba de perder uma lenda viva. Nelson Sargento nos deixa, vítima da Covid, aos 96 anos. Mais um grande que se vai por causa dessa doença. Quem perde é o Brasil. Toda nossa solidariedade aos familiares e amigos. Que tenha muito batuque no céu para recebê-lo!"

Chico Pinheiro: "Mestre Nelson Sargento, sempre primavera da nossa. Receba o nosso carinho em forma de oração. Força, mestre!"

Manuela D'Ávila: "O Brasil perde um dos seus maiores sambistas. Vá em paz, Nelson Sargento".

Evelyn Bastos: Quando a gente perde um homem como Seu Nelson, dilacera o coração de uma forma que, qualquer palavra é absolutamente ineficaz pra tamanho impacto. Hoje tem encontro verde e rosa no céu! Obrigada @mangueira_oficial por fazer do nosso mestre uma personificação da tua história... e que história! Vou finalizando já... e fecho com um beijo na testa! Era assim que o nosso Nelson Sargento me recebia".

Estação Primeira de Mangueira: "Com grande pesar informamos que nosso presidente de honra, Nelson Sargento, nos deixou essa manhã. Sua partida deixará saudades em todos os amantes do samba e da cultura brasileira. A semente plantada por ele rendeu frutos que estarão eternizados junto à certeza de que 'O samba agoniza, mas não morre' jamais. Vai, amigo Nelson, com seu jeito fino e elegante, se juntar a Cartola, Nelson, Jamelão e outros bambas, fazer uma roda de samba e olhar por nós. A Estação Primeira de Mangueira agradece por tudo. Nossos sentimentos a todos os amigos e familiares".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários