Déa Lúcia canta em homenagem a Paulo Gustavo
Reprodução/Multishow
Déa Lúcia canta em homenagem a Paulo Gustavo

Após a missa de sétimo dia de Paulo Gustavo,  que faleceu vítima das complicações da Covid-19, que aconteceu no Santuário do Cristo Redentor, na Zona Sul do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (11), amigos e familiares tiveram a oportunidade de falar e homenagear o ator.

Susana Garcia falando em missa de sétimo dia
Globoplay/Reprodução
Susana Garcia falando em missa de sétimo dia

A primeira a falar foi a amiga do ator, diretora de cinema e médica, Susana Garcia. "Paulo, todos que estão aqui experimentaram seu amor. Hoje não existe outro nome. É dor que sentimos. Tudo dói. Como viver sem você, nosso amigo, nosso irmão tão amado? O espaço que você ocupava no dia a dia da vida da gente era enorme", disse.

Susana aproveitou o discurso para relembrar o descaso do governo em relação a pandemia. "E pensar que você [Paulo Gustavo] e tantos outros morreram por que faltaram duas doses, apenas duas doses, de uma vacina que já existe", afirmou.

"Você lutou contra o preconceito, racismo, homofobia. Fazia esse país se curar através do riso. Você é a cara do melhor Brasil e a gente quer ser você! A gente quer ser o melhor Brasil. A gente te ama pra sempre!", finalizou a diretora.

Você viu?

Depois, a irmã do ator, Juliana Amaral, recitou um poema de Santo Agostinho chamado "A Morte Não é Nada", visivelmente emocionada. "A morte não é nada. É somente um passeio para o outro lado do caminho. O que eu era pra vocês vou continuar sendo. Me deem o nome que sempre me deram, falem comigo como sempre fizeram. Eu estou vivendo no mundo do Criador", disse.


Thales Bretas, vestido com um terno de Paulo, também falou sobre a relação com o marido: "Que sorte a minha ter vivido um amor tão lindo, intenso e correspondido". "Você enaltecia todos que amava, colocava todos nas alturas, quantas vzes eu não vi você fazer o mesmo com amigos e colegas de trabalho". O médico citou os filhos e prometeu repassar tudo o que aprendeu com "papai Paulo" a eles.


Por fim, Déa Lúcia falou sobre a partida do filo e a ajuda de sua fé neste momento. Também ofereceu a música "Fascinação" ao filho, que sempre adorou a ver cantar. "Meu filho passou no teste do Enem na vida. Ele passou. Eu não sou forte como todo mundo diz. A minha força tá em Deus. A Ele, peço todo dia: Eu creio e aceito a partida do meu filho, mas me dê força no meu coração, não sou forte. É a fé!".





    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários