Déa Lúcia, mãe de Paulo Gustavo, fala sobre a dor da morte do filho
Reprodução/TV Globo
Déa Lúcia, mãe de Paulo Gustavo, fala sobre a dor da morte do filho


Após a morte de Paulo Gustavo causada por complicações da Covid-19 , Dona Déa Lúcia, mãe do ator , fala sobre o falecimento do filho e como está lidando com o luto. “É muito duro, mas eu sou capaz de rir”, diz Dona Déa.

A mãe de Paulo Gustavo concedeu entrevista para o Fantástico, que foi exibida neste domingo (9). Déa é conhecida pelos fãs do trabalho de Paulo Gustavo com a inspiração para Dona Hermínia, a personagem principal dos filmes “Minha Mãe É Uma Peça”.


Você viu?

“Uma mãe jamais deveria passar por isso”, afirmou Dona Déa sobre a morte do filho. “Fiquei durante 53 dias rezando, pedindo a Deus que me desse força”, disse durante a entrevista.

Dona Déa comentou ainda sobre como é a dor de uma mãe que perde seu filho. “A morte é uma coisa certa na vida da gente. A gente só espera que uma mãe vá na frente. Então, é muito duro”, disse.

Apesar da dor, Dona Dé diz que se mantém forte ao pensar no filho e consegue sorrir ao pensar na alegria que ele causava nas pessoas e nela mesma. “Não estou bem, mas eu sou capaz de rir. Eu quando conto, falo dele, eu conto as coisas, eu rio, porque ele detestava quando eu chorava”, explicou.

A mãe do ator usou a entrevista para rebater as críticas ou maus desejos que o filho tem recebido por sua sexualidade. "Eu to muito triste, mas meu filho deixou um exemplo maravilhoso contra o preconceito. Meu filho formou uma família, meu filho me deu dois netos, meu filho foi amado. Sempre terminávamos o espetáculo falando que a homofobia é crime e a corrupção mata", afirma Déa Lúcia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários