Victor Belford e Joana Prado com os filhos
Reprodução/Instagram
Victor Belford e Joana Prado com os filhos


Victor Belfort postou um vídeo emocionado em seu Instagram falando sobre a irmã, Priscila Belfort, que desapareceu há 17 anos, no dia 9 de janeiro de 2004, no Centro do Rio, após ter sido deixada pela mãe em seu trabalho. Ao lado da mulher, Joana Prado, e dos três filhos do casal, David, Victoria e Kyara, ele falou sobre a dor dos parentes e amigos de pessoas desaparecidas e fez um apelo: "Volta, Priscila".

"Há 17 anos, minha mãe, Jovita, deixou minha irmã no trabalho e, desde então, ela está desaparecida. No Brasil cerca de 80 mil pessoas desaparecem por ano e metade são crianças e adolescentes. Convido todos vocês a virem lutar esta luta comigo, minha família e todas as famílias afetadas por este mal, agradecemos", escreveu ele.

"Esta mensagem é para todos os gurus da tecnologia por aí: temos que criar maneiras para que possamos diminuir esse número e acabar com a indústria do tráfico sexual / indústria do tráfico humano / adoções ilegais e tráfico de órgãos", disse ele.


Você viu?

Victor ainda lembrou que nunca conseguiu dar o último beijo, abraço ou adeus a Priscila. Joana reassaltou que onde Priscila desapareceu, diariamente somem 10 pessoas por dia. Emocionado, o ex-atleta ainda pediu que os filhos mandassem um recado para a tia. "Queria muito conversar com você", disse Kyara, de 11 anos. "Eu queria muito te dar um abraço", falou Victoria, de 13. Já David, de 15, afirmou que gostaria que a tia pudesse ver seus jogos - ele é jogador de futebol americano.

Após ser deixada por Jovita Belfort na Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, no Centro do Rio, Priscila saiu para almoçar e nunca mais foi vista. Nunca houve um pedido de resgaste e desde então Victor e Priscila usam sua visibilidade na mídia para divulgar o caso e conscientizar o público sobre o desaparecimento de pessoas.

Veja o vídeo:


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários