Alok
Reprodução Instagram
Alok

Neste sábado (19), a partir das 21h00, vai ao ar o especial de Natal "Alive", do DJ Alok . Com transmissão do YouTube e do Multishow, a apresentação contará com uma aparalhagem supertecnológica. De laser que pode ser visto do espaço a uma estrutura 4D interativa. 

Em coletiva de imprensa, realizada na quinta-feira (17), o artista falou sobre o projeto. "Quando a pandemia começou eu fiz uma live. Depois disso, eu não via sentido em fazer outra. Até que o projeto começou a mostrar que seria algo transformador para minha carreira. Estamos usando equipamentos de filme, como 'Star Wars'. Talvez seja algo tão bom que possa virar tradição", disse o DJ, com tom de esperança.

Falando em especial de Natal, o Rei Roberto Carlos estará presente em "Alive", mas apenas em voz. "Já que eu estou fazendo um especial, eu tive que pedir a benção dele e homenageá-lo. Liguei pra ele e disse que queria fazer o remix da música Jesus Cristo. Ele topou, chegou a me mandar o áudio original de 1970", disse o DJ. 

Entretanto, a homenagem para o Rei não foi tão fácil de se produzir. "Quando eu terminei a primeira versão, ele não ficou tão feliz e pediu para eu mudar algumas coisas. Não me estressei com isso porque eu sei que a reeleitura de um clássico não é fácil de fazer", lembrou. 

A tecnologia e os aliens

Após realizar um circuito de apresentações por algumas cidades do Brasil para divulgar o especial, Alok recebeu críticas e virou alvo de piadas por seu jogo de luzes não impressionar tanto. Em rebate a isso, o DJ resolveu apostar alto.

"Contratamos o laser mais potente do mundo. O meu tem 50 watts, esse tem 1 mil. Por motivos de logística e pandemia não conseguimos trazê-lo ao Brasil, mas ele será ativado lá dos EUA, no Sul da Califónia". 

Com sua equipe trabalhando no exterior para que o show de laser seja perfeito, Alok contou que as autoridades americanas suspeitaram de ataque alienígena . "Eles [equipe] estavam testando as luzes e os americanos ficaram preocupados, acharam que que estavam sendo atacados por aliens", disse o profissional, que riu.

Vida pessoal

Alok e Romana com a bebê recém-nascida
Instagram/Reprodução
Alok e Romana com a bebê recém-nascida

O especial "Alive" já era para ter sido realizado, porém, dias antes do evento Alok contraiu Covid-19. Em um espaço curto de tempo, a filha do DJ, Raika, nasceu prematura

Doente, longe da prole e da esposa, o artista contou que pensou em desistir do projeto. "Foi tudo muito rápido. Eu testei negativo na quinta, na segunda foi positivo para Covid-19. No dia seguinte minha filha nasceu. Naquele momento eu nem queria mais fazer a live. Além disso, as primeiras 72 horas  da doença foram muito tensas para mim", lembrou ele, que alegou sentir falta de ar.

"Foi se passando os dias, minha filha foi se desenvolendo bem e eu - durante o isolamento - ficava ouvindo as músicas que ia tocar no especial. E isso foi me ajudando, então eu pensei que mais pessoas precisavam dessa energia. Foi isso que me motivou a continuar com o projeto", afirmou. 

"Alive", o espetáculo de luzes

Durante o especial, Alok tocará, além das músicas já conhecidas, quatro faixas inéditas - uma sendo o remix de Jesus Cristo, de Roberto Carlos. Quanto a participações especiais, o DJ manteve mistério.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários