Kenzo Takada
Reprodução Instagram
Kenzo Takada

Morreu neste domingo, aos 81 anos, o estilista Kenzo Takada , vítima do novo coronavírus (Sars-coV-2). Ele estava internado no American Hospital, em Paris. Kenzo foi o primeiro designer japonês a fazer sucesso em Paris .

Nascido em Himeiji, o estilista começou a ter interesse por moda muito jovem ao ler as revistas de sua irmã. Aos 18 anos, chegou a frequentar a Universidade de Kobe para estudar literatura. Contrariando os pais, deixou o curso para trás e foi estudar na Bunka Fashion College, em Tóquio. De acordo com a Vogue inglesa, foi um  dos primeiros alunos do sexo masculino a ser admitido.

Depois de ganhar o prestigioso prêmio Soen, da própria universidade, em 1960, foi trabalhar na loja de departamentos Sanai como estilista de moda feminina, criando até 40 looks por mês. Em 1964, Kenzo trocou o Oriente pelo Ocidente, estabelecendo-se em Paris. Na capital francesa, a moda revolucionária de André Courrèges foi sua inspiração para criar cerca de 30 peças, e cinco foram aceitas pelo estilista francês Louis Feraud (1920-1999).

Após passar por outras lojas de departamentos, o designer abriu sua primeira loja, em 1970, a Jungle Jap, na Gallerie Vivienne, onde aconteceu também seu primeiro desfile. No ano seguinte, seu trabalho apareceu nas páginas da "Vogue" americana. Um marco. Em 1976, criou sua marca homônima. Em 1983, ele lançou a primeira coleção masculina. Em 1988, ele colocou no mercado sua linha de perfumes femininos - a primeira fragrância para homens veio só em 1991. Hoje, o carro-chefe é a Flower by Kenzo, lançada em 2000.

Em 1993, o japonês vendeu sua marca para o conglemerado LVMH, o mesmo que controle as poderosas Louis Vuitton e Dior. Em 1999, anunciou sua aposentadoria, deixando a direção da grife para seus assistentes. Na sequência, o italiano Antonio Marras ocupou a direção criativa da etiqueta, sendo substituído mais tarde pela dupla Humberto Leon e Carol Lim. "Kenzo, como marca, tem uma história tão rica e fascinante que pode ser difícil determinar o que exatamente mudamos. Com nossas novas coleções, esperamos ter injetado na marca um espírito jovem e um senso de diversão e atrevimento", disse Leon certa vez à Vogue  britânica.

    Veja Também

      Mostrar mais