A cantora Luísa Sonza está envolvida em mais uma polêmica. Desta vez, ela é acusada de bater e ser rude com uma advogada negra que achou que era funcionária de um restaurante. Segundo Erlan Bastos, do Canal EM OFF, Isabel Macedo está processando a ex-mulher de Whindersson Nunes por racismo. O caso aconteceu em Fernando de Noronha, Pernambuco, mas a ação corre no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Luísa se posicionou e disse que a acusação é “absurda”.

Luísa Sonza
Reprodução
Luísa Sonza está sendo acusada de racismo

Conforme divulgado por Erlan, no processo diz que Luísa Sonza teria destratado a advogada em um festival gastronômico no qual a artista se apresentou em setembro de 2018. A vítima teria cruzado com a cantora quando estava indo ao banheiro. “Isabel foi agredida com um tapa no braço pela cantora, que ordenou em um tom ríspido que Isabel fosse buscar um copo de água”, diz em trecho da ação.

A advogada teria pedido para Luísa repetir o que ela havia dito e a cantora voltou a falar com rispidez. Isabel explicou que não trabalhava no local e era uma cliente. “Após a explicação, visivelmente surpresa, a cantora indagou se Isabel era funcionária do local, como se não fosse crível que uma mulher negra pudesse estar naquele restaurante na qualidade de cliente”, foi citado em outra parte do processo.


Após divulgar essas informações, Erlan usou as redes sociais para explicar que um primeiro processo foi arquivado após a advogada não pagar as despesas necessárias, mas um novo processo foi movido por Isabel e Luísa ainda não teria sido notificada. A cantora usou as redes sociais para se pronunciar sobre o caso.

“Tudo isso é MENTIRA! Não acreditem nisso! Eu jamais teria esse tipo de atitude. Vocês me conhecem bem, sabem qual é meu caráter, minha índole. Eu jamais ofenderia outra pessoa por conta da cor de sua pele. Jamais! Essa acusação é absurda”, escreveu a cantora no Twitter. “Minha equipe já está tomando todas as providências jurídicas quanto ao caso”, acrescentou.


    Veja Também

      Mostrar mais