A polêmica festa em que a  bailarina do Faustão Natacha Horana foi presa continua rendendo assunto. A Polícia Militar de Santa Catarina acabou encontrando drogas no local – sendo apreendido cerca de cinco gramas de maconha e skank, uma variação mais potente do entorpecente. De acordo com o ‘Notícias da TV’, a informação foi confirmada pela Prefeitura de Balneário Camboriú.

Natacha Horana
Reprodução/Instagram
Natacha Horana


A PM informou ao ‘Notícias da TV’ que “foi realizado um Termo Circustanciado (TC) por desobediência do decreto estadual e municipal sobre a Covid-19 e por posse de drogas para uso pessoal em desfavor do responsável pela locação do imóvel, através do comprovante de local”. As autoridades disseram que as drogas encontradas no local não eram da bailarina do Faustão, mas sim da pessoa que alugou o imóvel de luxo onde foi a festa.

Relembre o caso

A polícia precisou entrar em ação e interromper a festa que aconteceu na última segunda-feira (20), após receber denúncias de pessoas da vizinhança. Conforme informado pela PM, cerca de 30 pessoas estavam aglomeradas no local, algo que não é permitido devido a pandemia no novo coronavírus. Com a chegada das autoridades, a bailarina teria “desacatado os servidores municipais”.

“Houve, por parte de uma das participantes da festa [Natacha], o desacato e uma tentativa de agressão a um servidor público, que teve seu equipamento de trabalho (uma filmadora e um osmo mobile) jogado ao chão. Toda a ação foi registrada, do início ao fim, capturada pelo equipamento de filmagem fixado na farda do policial”, declarou a Prefeitura de Balenário Camboriú.

A versão de Natacha da história é outra e, em entrevista ao colunista Leo Dias, ela disse que só tinha de seis a oito pessoas no local e que os  policiais teriam cometido abuso de autoridade.

    Veja Também

      Mostrar mais