Guilherme de Pádua e a atriz Daniella Perez posam para a câmera
Arquivo/Globo
A atriz Daniella Perez foi morta a tesouradas pelo ator Guilherme de Pádua, com quem contracenava em novela escrita por sua mãe


Na noite de ontem (8), o ator Raul Gazolla abriu o jogo para os seguidores e disse que teve um infarto quando Daniella Perez , com quem era casado, foi assassinada . O crime aconteceu em 1992, quando Guilherme de Pádua, ator com quem contracenava na novela “De Corpo e Alma”, a matou ao lado da esposa, Paula Nogueira Thomaz.


Na época, Gazolla tinha 36 anos e lembra o “estresse enorme” que foi perder a esposa, que faleceu aos 22 anos. “Perdi um sobrinho com 32 anos, e isso pra mim também foi muito forte", disse.

O crime deixou marcas que demoraram a passar no ator. Meses depois, ele passou mal em um aeroporto, prestes a entrar em uma aeronave com destino a São Paulo. Ele revela que, na ocasião, quase faleceu.

Gazolla relata que começou “a passar mal” e a sentir tontura. Ele recorreu ao pronto socorro do próprio aeroporto. “A médica tirou a minha pressão e disse: 'vamos internar o rapaz que a gente está perdendo ele'”, relatou.

Depois desse momento, o ator passou quatro dias hospitalizado e precisou realizar colocar um stent.

Morte de Daniella Perez

Guilherme e Paula assassinaram Daniella no dia 28 de dezembro de 1992. Os dois a mataram dando tesouradas em seu corpo. Depois, seu corpo foi levado a um local isolado na zona oeste do Rio de Janeiro, no bairro da Barra da Tijuca.

Pádua e Daniella faziam par romântico na novela “De Corpo e Alma”, que foi escrita pela própria mãe da atriz, Glória Perez . Esse foi um do motivos que tornou o crime mais chocante.

O ator foi condenado apenas depois de cinco anos. Ele cumpriu apenas um terço de sua pena de 19 anos meses: passou seis anos e nove meses preso. Foi colocado em liberdade condicional em 1999.

    Veja Também

      Mostrar mais