Felipe Neto usou as redes sociais neste sábado (9) para compartilhar uma "vídeo carta-aberta para todos os influenciadores e artistas do Brasil" cobrando um posicionamento político deles sobre as atitudes do presidente Jair Bolsonaro . "Acabou a passada de pano. Influenciador que não se manifesta agora é cúmplice", destacou.

Leia também: Felipe Neto faz duras críticas a Bolsonaro: "Filho da put* nojento e podre"

Felipe Neto
Reprodução/Instagram
Felipe Neto


O youtuber começou o vídeo dizendo que "ninguém é obrigado a se manifestar politicamente", mas que quando "Bolsonaro começou a ameaçar o STF e o Congresso Nacional a tolerância acabou". Felipe Neto disse ainda que se artistas, grandes youtubers e instagramers não se pronunciam contra as ações "fascistas de Bolsonaro, também é fascista".

Leia também: Danilo Gentili gera polêmica ao citar post de Bolsonaro e comparar com "Satanás"

"Influenciador que não se manifesta agora é cúmplice. Estamos oficialmente contra um regime fascista e quem se cala perante o fascismo é fascista. Ponto final", disse ele.

Ele garantiu que deixou de seguir todos aqueles que permaneceram calados e em cima do muro. "Pra mim é uma cambada de covarde que tá mais preocupada com a quantidade de seguidores e dinheiro que ganha do que com o futuro da sua pátria, nação e da sua própria liberdade."

Leia também: Filho 04 de Bolsonaro vive romance com ex-namorada de Eduardo Costa

Por fim, Felipe Neto disse que apenas "30% da população quer continuar fiel a essa loucura" de governo, mas que prefere se cercar dos outros 70% do que se calar para manter 100%. "Isso é muito mais digno e menos covarde. Como influenciador, uma pessoa com grande alcance, é minha função lutar pela liberdade de expressão, pelo estado laico (…) Quem se cala perante o fascismo, se torna fascista ."

Ver essa foto no Instagram

Vídeo-carta aberta para todos os influenciadores e artistas do Brasil.

Uma publicação compartilhada por Felipe Neto (@felipeneto) em


    Veja Também

      Mostrar mais