Tuca Andrada teve que procurar a polícia. O ator interpreta o policial Belizário em " Amor de Mãe " e na vida real está sofrendo ameaças de morte por conta de críticas feitas ao presidente Jair Bolsonaro . Em entrevista à colunista Fábia Oliveira, o artista disse que já procurou a polícia para denunciar o caso.

Leia também: Maria Flor recebeu ameaças por vídeo que fez contra Bolsonaro

Tuca Andrada arrow-options
ReproduçãoTV Globo
Tuca Andrada interpreta o Belizário em "Amor de Mãe"


Leia também: Com apoio de Bolsonaro, Record registra aumento na receita após anos de queda

Tuca  usa as redes sociais para manifestar opiniões políticas. O Instagram do ator está repleto de charges e memes contrários a Bolsonaro. Por conta disso, ele está recebendo ameaças virtuais, mas garantiu que já tomou medidas para a violência não aumentar e evitar o pior.

"Abri dois processos em cima de um perfil, que a polícia vai descobrir o autor. Uma ação de calúnia porque eu sou acusado de incitar a violência contra o presidente, o que é mentira, e a outra de ameaça de morte . Não tenho medo e não me sinto ameaçado de fato porque estou preso em casa por causa da quarentena, mas vou seguir normalmente a minha vida depois que tudo isso passar. Uma coisa é certa: não vão me calar", disse.

Leia também: Maria Rita fala sobre sua assinatura em pedido de impeachment de Jair Bolsonaro

Sobre a denúncia de calúnia, Tuca Andrada já havia falado sobre esse caso no Instagram. Ele postou um print de um feed com uma notícia que dizia "Ator da Globo sugere a morte de Bolsonaro e defere ataque contra cristãos". Na legenda, o ator da novela das nove escreveu: "Uma página de direita me caluniando. Nunca sugeri a morte de ninguém, ao contrário deles que vieram até a minha página afirmando que está próxima minha morte. Nunca incitei ódio contra nenhuma religião, mas condeno os que usam a fé como comércio. São baixos e não sabem perder. Tão vendo a casa ruir e me atacam com mentiras".


    Veja Também

      Mostrar mais