Em meio a polêmica sobre a pandemia do novo coronavírus, Antônia Fontenelle admitiu que Jair Bolsonaro fala algumas besteiras, mas que não se arrepende em ter votado nele e que as pessoas "não o estão deixando governar".

Leia também: Huck cobra ação do governo e dispara: "Fome está chegando antes da doença"

Antonia Fontenelle arrow-options
Reprodução/Instagram
Antonia Fontenelle


"Quem ataca o Bolsonaro tem que vir com a solução. As pessoas querem tirar o cara, mas não apontam quem [colocar]", disse Antônia Fontenelle em entrevista ao jornalista Léo Dias.

Leia também: "Ele quer que eu morra", diz Lima Duarte sobre discurso de Bolsonaro

Apesar do apoio, ela deixou claro que não concorda com tudo que o presidente diz. "Não, eu não estou defendendo. Essas pessoas que atacam o Bolsonaro precisam achar uma solução. Para a gente apontar um problema a gente tem que vir também com a solução. As pessoas podem achar que eu estou louca, podem me xingar, só vai ser uma mais, entendeu?"

A apresentadora falou também as possibilidades de encarar uma carreira na política e assumiu que recebeu um convite para disputar a vice-prefeitura do Rio de Janeiro nas próximas eleições. "Eu não descarto nenhuma possibilidade, mas hoje eu te digo que não."

Leia também: Felipe Neto, Caio Blat e Maria Rita assinam pedido de impeachment de Bolsonaro

Além de Bolsonaro , a atriz falou sobre a pequena pensão que recebe de Jonathan Couto, o pai do seu filho caçula. "Eu criei um filho sem pai, o mais velho, e hoje eu sei as condições disso, de ser pai e mãe. E o Jonathan, ele é um cara presente, é um grande pai. Então, assim, dinheiro não é tudo na vida".

    Veja Também

      Mostrar mais