Em meio a tantas polêmicas em cima da herança, Rose Miriam di Matteo , revelou à revista Veja os seus motivos para ter entrado na Justiça para ser reconhecida como esposa no testamento de Gugu Liberato e porquê o apresentador a teria deixado fora do documento.

Leia também: "Nunca vou perdoar a Rose por ter mentido para mim", diz mãe de Gugu Liberato

Maria do Céu e Rose Miriam arrow-options
Reprodução/Instagram
Maria do Céu e Rose Miriam


"Gugu fez esse documento em 2011, quando tivemos um problema comum a todo casal. Tive depressão e TOC naquele ano, fiquei internada. Se assinei algum papel no hospital, não dispunha de condições físicas. Agora, depois disso, eu e Gugu voltamos a ficar bem. Viemos para os Estados Unidos porque ele quis que nossos filhos fizessem high school por aqui", disse Rose Miriam.

Leia também: Abusou da hospitalidade: filho de Gugu quer expulsar tio de casa nos EUA

A viúva disse ainda que é um absurdo a irmã do apresentador, Aparecida Liberato, ser a curadora de suas filhas menores. "Isso é um absurdo. Não sou retardada mental, cuido das minhas filhas. Como aceitar um testamento desses? Hoje não tenho acesso a nada. Eles depositam dinheiro para o João. Tive de pedir dinheiro emprestado a uma amiga para fazer compras de mercado.", contou.

Ela ainda disse que o filho mais velho tem sido alvo de alienação parental por parte da tia. "O João está sob efeito de alienação parental, a Aparecida liga todo dia fazendo um terror na cabeça dele e diz que quero tirar dinheiro dos meus filhos. É um transtorno. Fiz um testamento e uma declaração em cartório assegurando que tudo o que é meu irá para os meus filhos."

Leia também: Família de Gugu quer expulsar irmão de viúva da casa nos EUA

Ela pretende comprovar na Justiça que tinha um relacionamento com Gugu Liberato. "A família dele não me quer como meeira. Mas tenho esse direito, não vou viver de migalhas. Vou tirar meu sustento do que me pertence.

    Veja Também

      Mostrar mais