Tamanho do texto

O ex-jogador de futebol falou pela primeira vez sobre a morte do filho mais velho, Danilo, de 30 anos de idade, que sofreu uma parada cardíaca

IstoÉ

Cafu, ex-jogador de futebol, falou pela primeira vez sobre a morte do filho mais velho, Danilo, de 30 anos, em setembro deste ano, após sofrer uma parada cardíaca em uma partida de futebol em família. A entrevista do jogador foi dada para a seção Páginas Amarelas, da revista Veja. “Não sei como descrever a sensação de jogar terra sobre o caixão de um filho”, afirmou.

Leia também: Ex-jogador Cafu é investigado pela polícia por suposta ligação com o PCC

Cafu arrow-options
Reprodução/Instagram
Cafu


O capitão do Penta relembrou também o que aconteceu no dia da morte de Danilo . Ele conta ter notado uma movimentação estranha fora de campo e foi ver o que estava acontecendo, ao ver o filho passando mal, entrou em pânico. “Carreguei o Danilo no colo, coloquei-o no carro e cinco minutos depois chegamos ao hospital”, disse Cafu .

Leia também: Cafu recebe apoio de ex-atletas e pede orações após morte do filho

Na sequência, Cafu fala também da solidariedada que recebeu de amigos e que nunca mais pisou no campo onde tudo aconteceu. “Após o enterro, desliguei o celular. Quando fui ver as mensagens, havia mais de 5 mil. Todos os meus ex-colegas de seleção me procuraram para prestar solidariedade”, afirmou. “Vou ao cemitério a cada cinco dias. Não tive coragem de entrar no quarto dele e nunca mais pisei no campo onde tudo aconteceu”, completou.