Tamanho do texto

Em suas redes sociais, a funkeira desabafou sobre o ocorrido da última terça-feira (29): "Cara, até quando isso? A cobrança uma hora vai chegar"

Parece que o "Prêmio Multishow", que aconteceu na última terça-feira (29) no Rio de Janeiro, continua rendendo, mas não de um jeito bom. Depois de ter sido a vencedora do prêmio de Melhor Cantora do Ano, Ludmilla afirmou, no Instagram, que foi vítima de racismo.

Leia também: Pabllo Vittar fala sobre polêmica entre Anitta e Ludmilla

Ludmilla arrow-options
Reprodução / Instagram
Ludmilla


"Alguém me chama de macaca no vídeo, mas não sabemos quem foi a pessoa exatamente”,  disse Ludmilla , publicando um trecho do vídeo. “Cara, até quando isso? Olha, as coisas pra mim, e eu acho que pra maioria dos brasileiros, nunca foram fáceis. E com preconceito e julgamentos pelo tom de pele, vocês só complicam as coisas”, afirmou.

Leia também: Iza diz que comparações a Anitta e Ludmilla são "machistas e desnecessárias"

Mas, a cantora  não parou por aí. “A vontade de diminuir é tanta que não pensam nas consequências dos seus atos. Eu só queria deixar bem claro para vocês, racistas, que além da Justiça ser lenta, aqui as pessoas que praticam racismo comigo ainda não terem sido punidas, isso não significa que a cobrança nunca vai chegar, ou que ela está longe disso”, disse.

Leia também: Vaiada por fãs de Anitta, Ludmilla é eleita cantora do ano no Prêmio Multishow

“Ainda bem que eu tenho meu Deus e uma família que não me deixa desmoronar diante dos racistas. A cobrança de vocês uma hora vai chegar”, completou Ludmilla . Além dessa, outras polêmicas marcaram o " Prêmio Multishow ".