Ruth de Souza
Reprodução/Rede Globo
Horas antes de morrer, Ruth de Souza deu entrada no Hospital Copa D'Or com pneumonia

Com passagens em diversas emissoras, a primeira atriz negra a se apresentar no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Ruth de Souza, morreu neste domingo (28) aos 98 anos. Ela estava internada em um hospital, em Copacabana (RJ), onde deu entrada com pneumonia. Poucas horas antes de falecer, Ruth foi entubada e sedada no Centro de Tratamento Intensivo do Copa D’Or.

LEIA MAIS: Ruth de Souza, a primeira atriz negra protagonista da TV no Brasil

Entre seus principais papéis, Ruth de Souza interpretou em grandes sucessos como Sinhá Moça (1986 e 2006), Rainha da Sucata (1990), O Clone (2001), Senhora do Destino (2004) e Duas Caras (2007). Seu último projeto para a TV foi a minissérie Se Eu Fechar os Olhos Agora (2019), a Rede Globo .

Ainda este ano, ela também foi homenageada escola de samba Acadêmicos de Santa Cruz, com o enredo "Ruth de Souza – Senhora liberdade”.

Juventude artística

A quase centenária atriz nasceu Ruth Pinto de Souza, no dia 12 de maio de 1921. Até os 9 anos, viveu com a família em Porto do Marinho (MG) e, com a morte do pai, ela e a mãe voltaram a morar no Rio de Janeiro, em uma vila de lavadeiras e jardineiras em Copacabana. Já maior, passou a se interessar por teatro e, através da "Revista Rio", ficou sabendo da existência de um grupo de atores liderados por Abdias do Nascimento , o Teatro Experimental do Negro .

LEIA MAIS: Lázaro, Ruth de Souza e Maju: relembre negros que fizeram história na TV

Ao se unir ao conjunto, encena "O imperador Jones", de Eugene O’Neill, em 8 de maio de 1945, no palco do Teatro Municipal do Rio. E faz história ao se consagrar como a primeira atriz negra a se apresentar no importante tablado, abrindo caminho para outros artistas.

*Com informações da Agência O Globo

    Veja Também

      Mostrar mais