Tamanho do texto

O influenciador digital entrevista para falar sobre a sua turnê do espetáculo "Fiquei Famoso", que passa por cinco cidades dos Estados Unidos

IstoÉ

O influenciador digital Carlinhos Maia concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira (5) para falar sobre a sua turnê do espetáculo ‘ Fiquei Famoso ’, que passa por cinco cidades dos EUA.

Leia também: Fotos do casamento de Carlinhos Maia dão a entender que festa foi entediante

Carlinhos Maia e Whindersson Nunes
Reprodução / Instagram
Carlinhos Maia e Whindersson Nunes

Ao término da coletiva, Carlinhos falou com exclusividade para a Quem e comentou sobre a briga que teve com o youtuber Whindersson Nunes . Questionado sobre o lado ruim da fama, o influenciador relembrou do caso que ganhou repercussão nas redes sociais e o fez, inclusive, apagar temporariamente a sua conta no Instagram.

Leia também: Após atrito com Whindersson, Carlinhos Maia exclui conta no Instagram

“Foi recentemente, com o Whindersson Nunes, que é um cara incrível. Tudo aquilo que saiu na mídia não era verdade. Me deslumbrei quando dei ouvido à fofoca. Problemas de trabalho acontecem como todo mundo. Hipocrisia é atacar alguém por uma coisa que aconteceu (lá atrás)".

"É na justificativa que se cai. Aprendi muito com isso. Desativar meu Instagram foi a melhor coisa que fiz na minha vida porque aí que você vê quem está do seu lado e gosta de você. O ser humano é fraco. Primeiro tropeço e bum. Só ficou quem tinha que ficar".

"Foi a melhor coisa que aconteceu. Falavam que eu ia perder milhões de seguidores, não perdi nada. Ganhei 700 mil a mais. Mas aprendi a abaixar mais a soberba. Você não é o dono do mundo não. Sei admitir quando estou errado. Da mesma forma que agredi, peço desculpa. Quem nunca falou mal de alguém na vida? Fala da mãe, que é mãe, e do pai, que é pai".

Leia também: Carlinhos Maia para família no meio da rua e a presenteia com carro novo

"Todo mundo erra! As pessoas estão julgando demais. Tem páginas de fofoca querendo fazer dossiê sobre Carlinhos Maia. Quem acreditar nessas coisas, não me acompanhe”, disse ele à Quem .