Tamanho do texto

Atriz foi detida em Los Angeles, nos Estados Unidos depois de ser investidafa por pagar suborno para que a filha mais velha fosse aprovada no vestibular

Detida na manhã da última terça-feira (12), em Los Angeles, nos Estados Unidos, após ser investigada por pagar suborno para que a filha mais velha fosse aprovada no vestibular, a atriz Felicity Huffmann teve sua fiança fixada em  US$ 250 mil e ainda foi obrigada a entregar seu passaporte. As informações são da AP.

Leia também: Lady Gaga brinca sobre boatos de romance com Bradley Cooper: "Enganamos vocês"

Felicity Huffmann pagou fiança e foi liberada pela polícia americana
Reprodução/Instagram
Felicity Huffmann pagou fiança e foi liberada pela polícia americana


Na manhã desta quarta (13),  Felicity Huffmann pagou o equivalente a R$ 954 mil em fiança e foi liberada pela polícia.  Representantes da atriz não se pronunciaram sobre o caso. Além dela, mais 46 pessoas foram acusadas de pagar suborno para que seus filhos fossem aprovados em escolas de alto nível como a tletas recrutados, independente de suas capacidades.

Lori Loughlin, famosa por seu papel como Rebecca Donaldson-Katsopolis na série "Três é Demais", também está sendo investigada no mesmo caso de Huffmann.

Leia também: Jussie Smollett deixa prisão após pagar fiança de R$ 376 mil

As investigações estão focadas em um homem da Califórnia que "ajudava estudantes a entrar na universidade". Segundo a polícia, os pais pagavam já sabendo o que ele estava fazendo.

Entenda o caso de Felicity Huffmann

Felicity Huffmann e o marido, William Macy
Reprodução/Instagram
Felicity Huffmann e o marido, William Macy


Felicity e seu marido, o ator William H. Macy, que foi indicado ao Oscar em 1997 de
melhor ator coadjuvante por "Fargo", teriam pago US$ 15 mil para que a filha mais velha fosse aprovada. Além disso, eles tentaram fazer o mesmo esquema com a filha menor, mas desistiram.

Já Lori e seu marido Mossimo Giannulli foram acusados de pagar US$ 500 mil para a USC em troca das duas filhas serem aprovadas na equipe da universidade, embora elas não participassem do grupo.

Leia também: Após nove dias preso, 21 Savage paga fiança e é solto

O esquema em que Felicity Huffmann está envolvida é investigado pela Justiça de Boston e o FBI e foi descoberto depois que autoridades levantaram que um empresário da Califórnia, chamado William Rick Singer, criou uma organização de fachada para lavar o dinheiro que os pais pagavam por seus serviços.