Tamanho do texto

Em entrevista, Natalie Portman revela que tem 100 histórias sobre assédio sexual em Hollywood e ressaltou a importância do movimento Time's Up

Foi a vez de Natalie Portman falar sobre os casos de assédio em Hollywood. Em entrevista a Revista Porter , a atriz de "Jackie" e "Cisne Negro" diz que tem "100 histórias" de assédio e abuso sexual por homens poderosos em Hollywood e que só percebeu a extensão do assédio com a chegada dos movimentos Time's Up e MeToo. 

Leia também: Denúncias de assédio sexual em Hollywood que já foram esquecidas

Natalie Portman diz ter mais de 100 casos de assédio e abuso sexual em Hollywood
CASS BIRD, COURTESY OF PORTER MAGAZINE
Natalie Portman diz ter mais de 100 casos de assédio e abuso sexual em Hollywood

Natalie Portaman , 36 anos, disse à publicação que achava que nunca tinha passado por nenhum caso de assédio: "Eu pensava que não tinha nenhuma história até perceber que tinha 100 histórias. E eu acho que muitas pessoas estão modificando esses conceitos consigo mesmos, de coisas que acabamos não dando a devida atenção por achar que fazer parte do processo".

Natalie Portman desabafa sobre assédio em Hollywood:
CASS BIRD, COURTESY OF PORTER MAGAZINE
Natalie Portman desabafa sobre assédio em Hollywood: "Muitas pessoas falaram há muito tempo e não foram ouvidas"






Leia também: Hollywood em chamas: as atrizes que revelaram a violência nos bastidores

Portman é uma atriz experiente e estrela de Hollywood, que teve seu primeiro papel no cinema aos 12 anos em "Léon: The Professional". Durante a entrevista, a atriz descreveu um dos casos de assédio entre ela e um produtor em um jatinho particular: "Estávamos só nós dois, e apenas uma cama foi arrumada. Nada aconteceu, não fui abusada. Eu dei um basta ao dizer: 'Isso me deixa desconfortável', e isso foi respeitado. Mas foi super errado. Isso foi realmente inaceitável e manipulador. Eu fiquei assustada". 

Natalie Portman é capa da Revista Porter e conta sobre os casos de assédio em Hollywood
CASS BIRD, COURTESY OF PORTER MAGAZINE
Natalie Portman é capa da Revista Porter e conta sobre os casos de assédio em Hollywood



Leia mais: Estrelas vestem tapete vermelho do Globo de Ouro de preto contra assédio sexual

Influenciada pelos  movimentos Time's Up e MeToo  que ganharam força no Globo de Ouro de 2018, Natalie Portman também comentou sobre a importância das denúncias e dos relatos das mulheres: "Muitas pessoas falaram há muito tempo e não foram ouvidas, particularmente mulheres de cor, por isso é muito importante que a indústria ouça".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.