Tamanho do texto

Aos 19 anos de idade, a loira virou coelhinha de Playboy, mas em 2013 deixou o posto para investir na carreira de atriz, o que rendeu preconceitos

Thaiz Schmitt tem 28 anos e desde pequena costuma traçar seu destino: com apenas seis anos de idade, quando morava em Soledade, no Rio Grande do Sul, a loira afirma para sua família que um dia seria capa da Playboy . Dito e feito, o sonho foi realizado mais tarde, quando ela tinha 19 anos e foi contratada para ser a coelhinha da revista masculina.

Leia também: Ex-coelhinha da Playboy, Thaiz Schmitt fala sobre carreira de atriz

Thaiz Schmitt foi chamada para ser coelhinha da Playboy quando tinha 19 anos e em 2013 abandonou o posto
Mensch/Carlos Cajueiro/R2assessoria
Thaiz Schmitt foi chamada para ser coelhinha da Playboy quando tinha 19 anos e em 2013 abandonou o posto


Também na infância,  Thaiz Schmitt já falava que queria ser famosa, aparecer na TV e em revistas. A loira via seu tio assinar a Playboy e os primos se trancarem no banheiro com a revista, mas nunca entendeu o motivo. Quando eles davam uma trégua, a ex-coelhinha olhava e falava que um dia seria capa.

Thaiz conta que desde criança chamava a atenção de olheiros e ainda novinha foi chamada para trabalhar como modelo em São Paulo, mas seus pais acharam melhor esperar um pouco. Já aos 19, ela, que se preparava para casar, recebeu uma nova proposta e se jogou de cabeça.

Leia também: Katiely Kathissumi é a nova coelhinha da Playboy: "Realização de um sonho"

A típica família tradicional do interior não foi um problema na vida da loira, que fiz ter sido muito bem aceita mesmo estrelando uma revista masculina. Segundo ela, a opinião dos outros não importa e sua relação com os pais sempre foi muito boa e aberta.

A ex-coelinha da Playboy investiu na carreira de atriz
Divulgação
A ex-coelinha da Playboy investiu na carreira de atriz


Ex-coelhinha

Em 2013 Thaiz deixou seu posto na Playboy na certeza que queria investir na carreira de atriz, mas acabou sofrendo alguns preconceitos e causou burburinhos pelos bastidores. "Fiz um trabalho com uma atriz bem famosa, que me disse que depois que aquele trabalho acabasse, não teríamos mais contato. Ela quis dizer que era um patamar acima do meu. Pois, é! Mas o mundo gira! Já fiz dois trabalhos na Globo, enquanto ela está numa emissora inferior. Além disso, vive olhando minhas coisas no Instagram! Agora realmente não tem como a gente se encontrar", revelou ela.

Ela ainda falou que o preconceito as vezes a chateia. "Sou muito apegada à Deus, vou à igreja, isso me faz ser uma pessoa positiva. Ou seja, essas energias negativas não têm vez comigo".

Thaiz Schmitt é ex coelhinha da Playboy
Fausto Saez/Divulgação
Thaiz Schmitt é ex coelhinha da Playboy


Leia também: Com homens seminus, Jéssica Lopes faz fotos ousadas em evento da Playboy

Mas além do preconceito, ser uma mulher bonita, acaba acarretando em outras coisas: o assédio. Thaiz Schmitt diz não se incomodar com olhares e elogios, mas que tudo tem limite. Ela recebe propostas indecentes, mas prefere ignorar. "Em redes sociais e no email pessoal, que eu não passo pra ninguém, sempre chegam propostas de book rosa. Nada a ver comigo. Nem perco tempo respondendo", finaliza.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.