Na última quinta-feira (03), o ex-BBB e médico Marcos Harter se envolveu em mais uma polêmica. Após alguns meses de investigação, o Conselho Regional de Medicina do Mato Grosso (CRM-MT) decidiu que a personalidade ficará seis meses sem poder atuar como cirurgião plástico.

Marcos Harter com Juju Salimeni arrow-options
Divulgação/Instagram
Marcos Harter e Juju Salimeni no Carnaval


A interdição do ex-BBB aconteceu sob ordem do presidente do conselho, Hildenete Monteiro Fontes. De acordo com a resolução CFM 2.170/17, os valores só podem ser revelados dentro dos estabelecimentos médicos. 

Leia também: Ex-BBB é inocentado de estupro e luta para reparar danos

Tudo começou quando Marcos Harter  passou a publicar em seu Instagram preços para a implantação de próteses de silicone.  No anúncio, que foi excluído, ele contava que o valor era de R$ 6.9 mil.

Leia também: Com pedido de expusão, Globo dá bronca em Petrix sobre comportamento no "BBB20"

Vale lembrar que esta não foi a primeira vez que o ex-BBB teve dificuldades com o órgão. Em 2019, Marcos polemizou ao ser flagrado se alimentando enquanto realizava uma operação. O médico ganhou notoriedade ao participar da edição 17 do "Big Brother Brasil".

    Leia tudo sobre: BBB

    Veja Também

      Mostrar mais