Tamanho do texto

Emilly foi vencedora do reality show no ano passado; Gleici foi campeã na última edição e, apesar de semelhanças, elas seguiram caminhos opostos

Campeã do “Big Brother Brasil” no ano passado, Emilly Araújo foi uma das vencedoras mais polêmicas do reality show dentro e fora da casa. Gleici Damasceno , dona do prêmio neste ano, não foi tão polêmica assim e, ao contrário de sua antecessora, vem aproveitando o pós-"BBB" de outra forma.

Leia também: Depois de mal-estar, Emilly Araújo evita briga: “as pessoas são maldosas”

Emilly e Gleici foram campeãs das últimas duas edições do
Reprodução
Emilly e Gleici foram campeãs das últimas duas edições do "Big Brother Brasil"


Dentro da casa, a postura das duas últimas vencedoras do "BBB" já era bem diferente uma da outra, mas uma coisa elas tinham em comum: amadas e odiadas na mesma proporção pelos brothers. Tá bom, talvez Emilly fosse um pouco menos querida por seus companheiros de confinamento, mas Gleici também não conquistou 100% das pessoas lá dentro.

Tanto Emilly quanto Gleici foram eliminando todos os seus adversários nos paredões, elas tiraram um por um: a vencedora do “BBB 17” sobreviveu a 5 paredões, enquanto a atual campeã desbancou seus adversários 3 vezes. Além disso, cada uma delas passou por uma eliminação falsa.

Vida pós-“Big Brother Brasil”

Emilly se envolveu em polêmicas e tentou ficou sob os holofotes após o
Reprodução/Instagram
Emilly se envolveu em polêmicas e tentou ficou sob os holofotes após o "Big Brother Brasil"


Fora da casa, Emilly Araújo teve um pós-BBB muito mais polêmico e até mesmo mais intenso do que Gleici vem experimentando. Assim que saiu do reality show, a gaúcha já esteve sob os olhares o público, que acompanharam a ida da ex-sister à delegacia para prestar depoimento sobre o suposto caso de agressão de Marcos Harter que aconteceu já no final do “Big Brother Brasil 18”.

O tempo foi passando e as coisas pouco mudaram. Emilly foi se envolvendo em polêmica atrás de polêmica. A gaúcha foi vista chamando o público de um show de "pobres", xingou algumas de suas fiéis fãs, tentou se aproximas a todo custo de Neymar, sendo até chamada de interesseira.

Leia também: Sempre polêmica, Emilly Araújo dá show de antipatia após o "BBB 17"

Além disso, a campeã do "BBB 17" já chegou a pedir para não ser chamada de "Ex-BBB", sendo considerada por muitos como arrogante, antipática ou até mesmo convencida e orgulhosa. Tentou emplacar na Globo, mas foi rejeitada em diversos testes.

Bem diferente da gaúcha, Gleici sabe se ensinuar para os holofotes. Ela está curtindo o namoro com Wagner e emplacando na mídia com ele aproveitando o shipe que rola na internet. Ela está se alternando entre o Rio de Janeiro e o Acre, o que sempre gera interesse em torno dela. Nesta segunda-feira (7), inclusive, gravou uma participação em "O Outro Lado do Paraíso", principal produto da Globo, que vive as emoções de sua última semana.

R$ 1,5  milhão

Gleici e Wagner
Divulgação
Gleici e Wagner

Leia também: Tiago Leifert chora ao relembrar noite do "BBB 18" e explica situação da ONU

Gleici e Emilly ganharam R$ 1,5 milhão, mas os planos de cada uma para essa bolada também são bem diferentes. A gaúcha resolveu gastar seu dinheiro com o aluguel de um apartamento na Barra da Tijuca, no Rio, o que não durou muito. Ela viveu no luxo por muito tempo, ao contrário da acreana, que mais humilde, diz que dedicará seu prêmio para ajudar a família.

Não é certo se Gleici vai perseguir carreira artística, como tentou Emilly e não conseguiu, mas ela está administrando o pós-BBB muito melhor do que a gaúcha e ainda conta com a simpatia da Globo, o que sempre ajuda. 

    Leia tudo sobre: BBB
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.