Tamanho do texto

Com muitos paredões triplos, edição 2018 do BBB teve diversos eliminados com alta rejeição. No décimo paredão, programa tem muitos "vilões"

Ao longo de suas 18 edições, o BBB já criou muitos heróis e muitos vilões. Desde o começo com Kleber bambam, que conquistou o público com a sua simplicidade e a amizade que fez com a boneca Maria Eugênia. De lá para cá, foram muito nomes marcantes, como Grazi Massafera e Jean Wyllys, assim como outros tantos já esquecidos.

Em seu primeiro paredão, Wagner pode ser eliminado e entrar para a lista dos
Reprodução/GShow
Em seu primeiro paredão, Wagner pode ser eliminado e entrar para a lista dos "vilões" que não são tão vilões assim

Mas, se tem uma coisa que não esquecemos são os mais odiados do " BBB ". Doutor Gê foi um dos mais odiados personagens do programa, bem como Marcelo Dourado, que depois teve sua chance de voltar ao reality e se redimir.

Leia também: Família Lima vira alvo fixo no "BBB 18" e fonte de emoções do programa

Mesmo com o voto do público, o paredão precisa primeiro ser formado e muitos vilões contam com a sorte de ficar de fora, seja por imunidade, liderança ou o que for. Sendo assim, quando eles finalmente entram na berlinda, a chance de serem rejeitados fica ainda maior.

Em cada edição podemos observar os vilões saindo com alta porcentagem: o próprio Doutor Gê foi eliminado com 92% dos votos no BBB 5. Ayrton, que brigou com Diego Alemão na 7ª edição do programa, saiu com 89% dos votos. Rafa também se deu mal ao enfrentar Yuri no BBB 12 e saiu com 92% de rejeição.

O BBB dos rejeitados

Eliminada na terceira semana em um paredão triplo, Ana Paula teve 89,8% dos votos
Reprodução/TV Globo
Eliminada na terceira semana em um paredão triplo, Ana Paula teve 89,8% dos votos

Porém, se os índices acabam sendo maiores para os vilões, no BBB 18 isso mudou. Nessa edição, nem precisa que o participante faça algo muito errado para que seu índice de reprovação seja alto. Com paredões triplos toda semana, o público acaba se pegando em qualquer detalhe que pode justificar eliminar alguém, ou então opta por unir suas forças e manter seus favoritos.

Sendo assim, a cada semana, a porcentagem dos eliminados segue alta, e nessa terça-feira (03) não deve ser diferente. Wagner disputa o paredão com a Família Lima e, por mais que tenha se aliado a eles em tempo, deve sair com alta porcentagem.

Leia também: Liso, Wagner fez jogo duplo no "BBB 18"; relembre altos e baixos do brother

Antes dele, porém, vimos outros participantes saindo com alta rejeição . Na última semana Caruso foi eliminado com 81,5% dos votos. Antes dele, Diego teve 81,7%. Patrícia, na semana anterior, quebrou todos os recordes e saiu com 94% dos votos. Mahmoud abaixou um pouco a conta, mas mesmo assim teve mais da metade dos votos, 57,2%. Veja a porcentagem de todos os eliminados até agora:

  • 1ª semana – Mara: 55,4%
  • 2ª semana – Jaqueline: 65,2%
  • 3ª semana – Ana Paula: 89,8%
  • 4ª semana - Nayara: 92,6%
  • 5ª semana – Lucas: 49,2%
  • 6ª semana – Mahmoud: 57,2%
  • 7ª semana – Patricia: 94%
  • 8ª semana – Diego: 81,7%
  • 9ª semana – Caruso: 81,7%

No geral, a edição “bagunçou” esse conceito de que apenas os vilões saem com altas porcentagens. Uma das razões para essa nova tendência talvez seja o fato da edição tre inaugurado o voto apenas pela internet e com cadastro, o que estimula a ação de fã-clubes.

No “BBB 18”, todo mundo tem potencial para ser vilão, principalmente porque os personagens são, no geral, sem graça. Patrícia, por exemplo, mesmo fazendo alguma fofoca, não causou nenhuma comoção, nem deve ficar entre os personagens históricos do reality. 

Leia também: Com maior rejeição no "BBB", Patrícia desabafa na web e fala sobre ataques

Caruso, que se esforçou para combinar votos e até tentou manter a fama de vilão, também não é um de verdade. Sendo assim, numa boa edição, mas com personalidades fracas, qualquer um pode ser o vilão do “ BBB 18”.

    Leia tudo sobre: bbb

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.